Ir para conteúdo
Anúncios

Que tipo de recompensa você terá?

Não é apenas uma questão de fazer ou não o bem, mas também “como fazer”, e mais, “porque estamos fazendo”. Atos de generosidade são louváveis, contanto que nossa motivação seja pura e igualmente verdadeira. Jesus questionou veementemente pessoas que fazem suas “obras de justiça” para serem vistos pelos homens, pessoas que gostam de expôr publicamente aquilo que fazem de bom para serem aplaudidas, para receberem pontuações positivas em sua reputação, para terem seu ego inflado pelos elogios e felicitações. Jesus deixou expressamente declarado que para estes, não há outra recompensa a ser dada, senão a que procuravam: o bem-estar temporário do reconhecimento público.

Jesus chama seus discípulos para um outro tipo de espiritualidade, àquela que não busca recompensas humanas. Fazer em secreto para o Pai que vê o secreto, e então receber Dele a recompensa. É dizer ao beneficiado: não conte a ninguém o que eu te fiz! É ser discreto e intenso na doação. É fazer ao outro como se estivesse fazendo ao próprio Deus sem que haja orgulho nem sentimentos de superioridade. É como o mendigo que recebeu pão e decidiu repartir com o outro mendigo, a glória e a gratidão é toda dada ao que lhe ofereceu o pão, ou seja, o Pai Nosso que está nos céus!

Que tipo de recompensa você terá é uma questão de escolha. Fazer para ser visto é uma atitude bastante carnal, fala de nossa busca pelo status e pela aparência desejada. Fazer em secreto demanda fé, confiança Naquele que vê o secreto e isso transforma verdadeiramente o nosso caráter.

E aí? Que tal um selfie entregando comida aos mendigos, ou cesta básica à familia carente? Que tal uma foto de joelhos intercedendo pelas pessoas? Que decisão você toma?

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

Anúncios

2 comentários em “Que tipo de recompensa você terá? Deixe um comentário

  1. O ser humano tende a enxergar os ensinamentos de Jesus como algo impossível de se cumprir. Isso se deve ao lado sobrenatural da fé, como se o que vem do alto não fosse possível de se cumprir na terra. Antes de Cristo, Sócrates já havia dito: conheça-te a ti mesmo para entender o mundo fora de vc. O evangelho trás o ensinamento de que todo o mal está dentro do homem. Que não há nada fora do homem que possa corrompê-lo. Logo, pela lógica, devemos mudar a nós mesmos. Não temos o poder de mudar o próximo. Mas, ao acabarmos com a nossa inveja, ao passarmos a ter humildade e outras virtudes, estaremos sendo exemplo para o próximo. Isso é possível, mas prepare-se, pois, arrancar o tumor da vaidade de nossas almas requer resistência à pior dor de todas: a dor da alma. Obs. Este comentário visa contribuir e compartilhar saberes para enriquecer o blog e não alimentar o meu ego, senão estaria sendo 100% contraditório. Parabéns, Rodrigo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: