Ir para conteúdo
Anúncios

Motivo

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Anúncios

O silêncio do luto

O silêncio me absorveu ainda mais no enterro! A minha consciência absorvida por aquela cena horrível. Diferente dos cemitérios de hollywood, com lápides bonitas e uma grama tão verde que faz doer os olhos, os da vida real são muitas vezes destroços da existência.

Saudade é Fortuna

Não sentiu saudades. Ao longo de sua morte lenta – à final, o que é o passar dos dias sem memórias de afeto, senão uma forma de morrer lentamente? – confundiu valor com dinheiro.

Pensamentos Aleatórios #81

Quando a gente precisa ficar repetindo a mesma afirmação categórica, quase que o tempo todo, a nosso respeito, pode significar que essa realidade não esteja tão assentada em nós quanto a gente imagina. A quem queremos convencer? O que tal repetição pode significar? Essa reflexão vale a pena fazer!

Escritas pra Vida #4 – Lucas Lujan

Esperando por um relacionamento perfeito, não encontrou ninguém, tampouco a si mesmo. Viveu sozinho, longe de si e dos outros, tendo apenas a ilusão como companhia – mas nem ela foi ao seu enterro, porque a morte não suporta ilusões.

Sou o Resultado

Sou o resultado das minhas escolhas e, também, do inesperado, do imponderável, dos imprevistos e das não escolhas.

Escritas pra Vida #3 – Lucas Lujan

Há beijos que são pedidos de socorro; bocas e olhos tão vazios quanto a própria casa, que lambem com desespero porque não têm para quem realmente se entregar nas noites de sexta-feira.

Amor

Um pouco cansada, com as compras deformando o novo saco de tricô, Ana subiu no bonde. Depositou o volume no colo e o bonde começou a andar. Recostou-se então no banco procurando conforto, num suspiro de meia satisfação.

O verbo no infinito

Ser criado, gerar-se, transformar
O amor em carne e a carne em amor; nascer
Respirar, e chorar, e adormecer
E se nutrir para poder chorar

Espiritualidade Cristã – Felipe Pondé e Caio Fábio

O Canal Democracia na Teia é apresentado pelo Professor e Filósofo Felipe Pondé que entrevista várias personalidades para falar sobre política, espiritualidade, democracia e tecnologia. Desta vez, Caio Fábio D’Araújo Filho fala sobre o cristianismo constantiniano, ateísmo e evangelho de Jesus.

Melhor do que arder

– Não aguento mais, juro que não aguento mais!
Ele disse meditativo:
– É melhor não casar. Mas é melhor casar do que arder.

Livros que me perdem

Mas, há livros que apesar de usarem palavras em excesso
Revelam um vazio que me incomoda
É como um grito que emerge de um silêncio sepulcral
Uma tentativa de enfeitar o que é insuficiente de significados

Casamento

O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.

Como é por dentro outra pessoa?

Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.