Ir para conteúdo

Tag: pensamentos aleatórios

Pensamentos Aleatórios #99

Aprendi a sorrir. Sim, sorrir espontaneamente, sorrir generosamente, sorrir pra quem me atende, sorrir pra quem me olha, sorrir pra alegrar, sorrir pra fortalecer. Decidi que não era bom economizar na gentileza, na educação, no carinho, na gratidão e na alegria de viver.

Pensamentos Aleatórios #98

Viver é dançar, é abraçar, é coabitar, é se deixar voar, é mergulhar no outro, é trabalhar com entusiasmo, é fazer alguém feliz! Viver é muito mais que sobreviver.

Pensamentos Aleatórios #97

Natal é vida brotando de dentro, explodindo graça pelos poros da existência, evidenciando um mergulho de natureza espiritual em que “não mais eu, mas Cristo vive em mim; a vida que vivo no corpo vivo-a pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim”. Feliz Natal!

Pensamentos Aleatórios #96

Como diz o texto bíblico: “O amigo ama em todos os momentos; é um irmão na adversidade”. Pobre daquele cujas amizades não permitem tal intimidade, amizades de porcelana, só de aparência, só para conversas fúteis, sem consistência, sem presença significativa nos momentos mais difíceis e cruciais da vida.

Pensamentos Aleatórios #95

Há pessoas que pesam demais, demandam demais dos outros, criam problemas demais, falam demais, tornam o ambiente mais pesado, intensificam o estresse coletivo, não contribuem em nada com a paz, pelo contrário, não aguentam muito tempo o estado de “normalidade” e sempre arrumam um jeito de “causar”.

Pensamentos Aleatórios #94

Se digo sim, ele precisa valer um sim. Se digo não, o resultado precisa ser de um não. Quando minhas palavras escondem segundas intenções, opiniões contrárias ao significado que elas possuem ou uma indisposição de cumprí-las, isso me torna um ser humano incoerente, falso e indigno da confiança de qualquer pessoa da terra.

Pensamentos Aleatórios #93

O amor sempre demanda sacrifícios, sempre nos chama à perseverança, o amor nos coloca sempre do lado de quem sofre para o fortalecer!

Pensamentos Aleatórios #92

É verdadeiramente curador quando nos sentimos à vontade para falar dos nossos traumas, das feridas em forma de lembrança, dos desejos incompatíveis com o caráter que desejamos ter, dos pensamentos catastróficos que ansiamos controlar. Guardar tudo isso para si, em algum momento da vida, vai resultar em somatizações no corpo e adoecimento da alma.

Pensamentos Aleatórios #91

Para estes, quanto pior, melhor; quanto mais confusão, mais divertido; quanto mais faíscas relacionais, mais interessante de acompanhar. Cada um de nós precisamos escolher o que pretendemos ser: pacificadores ou semeadores de guerra.

Pensamentos Aleatórios #90

Maldade não é apenas produzir pessoalmente algum tipo de malefício ao outro, mas também é deixar de estender as mãos quando o outro mais precisa, simplesmente por ser ensimesmado.

Pensamentos Aleatórios #89

“Estou com você, independentemente do que acontecer”! Isso carrega em si um poder imenso, capaz me fazer aguentar os trancos mais duros da vida. Esse apoio e amor não tem preço. Esse companheirismo é uma joia rara!

Pensamentos Aleatórios #88

Ele ignorava completamente esses rótulos e vivia sob sua consciência, em paz, amor e liberdade. Isso tem muito a nos ensinar! Numa sociedade globalizada em que a maioria gosta de opinar sobre tudo e sobre todos, se a gente não se blindar desse olhar maldoso a gente simplesmente não vive.

Pensamentos Aleatórios #86

Quem é generoso no pouco também será generoso no muito. Aquele que diz que ajudaria muitas pessoas caso ganhasse na Mega-Sena, mas não ajuda ninguém com seu salário atual, está mentindo.

Pensamentos Aleatórios #85

Se para você se sentir satisfeito na vida é preciso que o outro perca, diminua, seja humilhado, fique para baixo, sofra, se angustie ou seja calado, então, por mais dinheiro que você tenha, sua pobreza é notável.

Pensamentos Aleatórios #84

É um verdadeiro milagre quando alguém admite “nunca pensei por esse lado” e demonstra estar disposto a acolher essa nova perspectiva para tomar suas próximas decisões. O mais comum é agirmos com hostilidade, repulsa e fuga quando estamos diante de um novo jeito de pensar. Mudar dói!