Que tipo de recompensa você terá?

Não é apenas uma questão de fazer ou não o bem, mas também "como fazer", e mais, "porque estamos fazendo". Atos de generosidade são louváveis, contanto que nossa motivação seja pura e igualmente verdadeira. Jesus questionou veementemente pessoas que fazem suas "obras de justiça" para serem vistos pelos homens, pessoas que gostam de expôr publicamente aquilo que fazem de bom para serem aplaudidas, para receberem pontuações positivas em sua reputação, para terem seu ego inflado pelos elogios e felicitações. Jesus deixou expressamente declarado que para estes, não há outra recompensa a ser dada, senão a que procuravam: o bem-estar temporário do reconhecimento público.