Versando o Sertão

Belo tão risonho sempre vem surgindo longe
Abraçando todo mundo com sua amplidão
Nunca falta nenhum dia
Cumpre sua obrigação
Não recebe um centavo por sua ação
Acordo todo dia e parte bem cedo pra lida
Carpe, luta, geme, deixa seu suor ao chão

Capa de caderno

Ela olha bilateralmente
Seu bico negro aponta para a fonte dos sentimentos
Suas cores indicam um bom gosto intencional de quem cria
Quantas eras foram necessárias para se chegar ao ponto certo desta criatura?
De repente, tudo se transforma
O azul, amarelo,verde, branco, preto

Ai de mim!

Ai de mim
Se o orgulho se apoderar de mim
Se a simplicidade fugir da minha vista
Se o peso nas costas me impedir de caminhar
Ai de mim
Se o rancor foi maior que o perdão