Nunca ouvi falar sobre um caminho de ódio que levou a um destino de paz.

Nem tudo pode ser reconstruído. Alguns pedaços voam para muito longe, outros ficam desgastados demais. Ainda há aqueles que simplesmente desaparecem. Portanto, cuidado com o que está prestes a destruir.

Não viva para agradar as expectativas dos outros. Quem vive para agradar é escravo da vaidade.

Não se nivele por baixo. Quem paga o mal com mal virou escravo da maldade. Com um coração verdadeiramente livre e recheado de coisas boas, é possível responder ao mal com bondade.

Venha com seu ódio, eu te darei o meu perdão. Para o seu medo, darei a proteção do meu amor. Sua raiva não produzirá um só fruto em meu coração, meu solo é terra de esperança.

Ninguém pode oferecer aquilo que não tem. Portanto, não espere diálogo, reflexão, empatia e compaixão de quem foi tomado pelo ódio e pelo medo.

As coisas que estão em nosso coração, apesar de internas, sempre se revelam em nosso caráter e forma de agir. Não é possível escondê-las por muito tempo.

Mãos ferem e curam. Bocas cospem e beijam. Braços empurram e abraçam. Cada um decide como usará os seus, de acordo com as coisas que carrega em seu coração.

Todo passo para trás, dado por amor, é um passo para frente.

Você é responsável pelas ilusões que alimenta e, portanto, pelas frustrações que elas te fazem sofrer. A realidade é difícil, mas nada pode te levar à uma vida mais triste do que negá-la.

Não conheço quem tenha superado uma dor sem derramar muitas lágrimas. Não conheço quem tenha vencido uma luta sem antes colecionar derrotas. É preciso dar lugar ao sofrimento e aprender a sofrer com paciência.

Lucas Lujan
vilabadulaques.blogspot.com.br
https://www.facebook.com/lucasmeirelleslujan
lucas lujan

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: