Os sentidos da verdade

A verdade observa silenciosa... Silêncio de morte, pois mata a falácia. Aperta tão forte que estilhaça. E te cola tão forte que atordoa. A verdade é áspera como um cacto, tão experiente quanto a pele idosa.