Ausência da dor

O meu coração, Pode crer, é um ótimo partido, embora partido. Se estou perdida e entediada Tento abrir o seu portão Sou maior abandonada. Que as sobras não me dispersem Pois elas entristecem. Com ilusão criamos o nosso amor Para que no meu mundo, houvesse a ausência da dor;

Intimidade

Intimidade sempre fragiliza e vulnerabiliza. Intimidade expõe a nudez. Intimidade deve ser rara. Intimidade é tesouro. Intimidade não se negocia. Intimidade não se impõe, se conquista. Intimidade quando banalizada, fere e desaparece. Intimidade leviana envergonha.