silhouette group of people standing on grass field

DCA #7 – Os idosos não podem saber!

Jovens admitindo suas crises uns para os outros, confissão mútua de erros que foram cometidos, um ambiente regado de bons conselhos e de boa consciência a respeito do ensino de Jesus, um linguajar que não fazia média com nenhum tipo de moralismo e a espiritualidade sendo vivida de uma forma sadia e libertadora. Ao compartilhar tudo o que estava acontecendo entre nós com o líder maior da congregação, eis o conselho que recebi: "Rodrigo, é muito legal isso que está acontecendo entre vocês, jovens, mas não diga isso pra toda a igreja, os mais velhos não podem saber, pois eles não entenderiam essa realidade!"

friends gathering at dinner in night garden and chatting

DCA #6 – Cobre o dízimo indo na casa das pessoas

A pergunta que fica é: como uma comunidade de fé consegue existir sabendo que a contribuição financeira de seus participantes deve ser estritamente voluntária e não impositiva? Essa resposta é mais simples do que imaginamos. Talvez não nos pareça simples por estarmos acostumados à grandes estruturas organizacionais, à necessidade que criamos de agruparmos multidões dentro do mesmo espaço e com isso, parece que o "alto custo" dessas organizações parecem a consequência natural de qualquer tipo de ajuntamento de irmãos cheios de fé.

Domadores de Vento

Quando Jesus disse que o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça, Ele não estava fazendo apologia à pobreza, mas sim, estava descrevendo a que tipo de vida um seguidor seu deveria se submeter: à dependência total da voz, da provisão e do amor de Deus que os levará, sem erros, à terra prometida, à paz que excede todo entendimento, à percepção madura e à estatura de varão perfeito, sob a promessa de que quem começou a boa obra há de cumpri-la até o dia de Cristo Jesus.

Casa Cheia

Servindo uns aos outros com singeleza, unindo os corações
Fazendo da vida uma experiência celestial
Se relacionando sem interesses, com gratidão essencial
Santificando o tempo, tornando puro o aparentemente trivial.

Relação com Deus e Vida Comunitária

Não julgamos o outro precipitadamente, pelo contrário o fortalecemos, o apoiamos, o incentivamos, oramos por ele, na consciência de que em nós habitam as mesmas potencialidades de maldade, a mesma matriz geradora de desequilíbrios dos mais diversos tipos, nas mais diversas áreas da vida.

Comece a reunir os irmãos

Comece a reunir os irmãos. É tão fácil! Não fique preocupado com uniformização de horário, agenda, comando, agendamento de programas que oferecem uma suposta "segurança" à alma fraca e que precisa se entregar para ser conduzida. Não crie dependências, não construa mais um ídolo com a expectativa que os outros adorem! O caminho de Jesus é natural, é leve, é amoroso, é livre, tem como base a transparência, o cuidado mútuo, a troca, a retirada do egoísmo, o repartir, a educação pra vida!