Ir para conteúdo

Tag: Músicas Boas

3 Músicas para Janeiro de 2017

Cada pessoa tem sua própria identidade, suas preferências, seu jeito particular de curtir uma boa música. Eu considero boa música o conjunto da obra: boa letra, boa melodia, arranjos, ritmo etc. Há músicas que marcam certos momentos, determinadas estações, fases, ciclos da vida…

Alma Que Corre

Alma porque estás tão apressada
Porque corres assim?
Calma esse tempo logo passa
E você volta a sorrir
Calma
Não precisa sucumbir
Calma
Não precisa sucumbir

90º Sarau Solidário

O Sarau Solidário de Presidente Prudente SP acontece em todo terceiro sábado de cada mês e é incrivelmente apaixonante. É um mergulho no oceano dos corações que poetizam seus sentimentos, experiências e vivências. Impossível não se identificar com o universo que nos é apresentado ali. Uns com música, outros interpretando textos, contracenando, outros ainda, pintando, as possibilidades são infinitas!

Qualidade musical é uma raridade

Sabe quando você está perambulando pela internet, sem maiores pretensões, sem saber onde vai parar e de repente você topa com algo que simplesmente encanta o coração, eleva a alma, se encaixa perfeitamente, inspira, lhe faz sonhar, imaginar, querer viver, algo doce como o mel, gostoso feito espasmo orgasmático que libera e pacifica, que liberta e traz felicidade.

3 Músicas para Dezembro 2016

O gosto pela música é uma coisa muito particular, eu sei. Fala da nossa identidade, cultura, família, situações já vividas, etc. Ao mesmo tempo, há letras que excedem as preferências, que transcendem suas melodias, que suplantam seu ritmo e estilo musicais. É pensando nisso que resolvi indicar canções a cada mês, e ao mesmo tempo, receber suas indicações nos comentários para conhecermos juntos, músicas que nossos ouvidos e corações ainda não provaram. É um convite à uma espécie de experimentação musical, ou seja, um chamado a se expôr ao gosto dos outros! E aí, você topa?

Quando um pai abandona seus filhos!

Foi abandonada por seu pai quando tinha 6 anos de idade, ficou em cacos. Lidou com esse sentimento por muitos anos; tentou reencontrá-lo, viajou muitos quilômetros para tentar uma reaproximação, infelizmente mais uma vez e lhe deu as costas! Então, ela decidiu se refazer, se reinventar, ir à luta!

Quando se é correspondido, é melhor!

E por mais que não seja a reação que nos motive a fazer as coisas, sempre nos sentimos mal quando recebemos do outro uma resposta mal educada, ingrata e grosseira.