Meu Desafio Hoje!

Portadora de depressão há mais de duas décadas. Em meio a uma forte crise depressão, e um enorme desejo suicida! Vivia o luto, de um marido vivo. Meu casamento chegou ao fim, separada, rejeitada, humilhada e nenhuma condição de reconciliação!

Luto

Como é difícil dizer adeus
Dói na alma, explode no peito
É como carne arrancada à força
É como dente cravado enquanto se sofre
Se despedir é acolher um buraco dentro de si
É receber a saudade, abraçar as lágrimas

E se fosse o fim?

Mas, e se o fim estivesse mais próximo do que imaginamos? E se uma notícia nos trouxesse a realidade de que não dá tempo nem sequer de completar um terço de nossas missões? E se fosse o fim de nossa vida nessa terra? Qual o tamanho do vazio que isso traria ao nosso coração? Em que escala a gente se afundaria em tristeza e desespero?