Ir para conteúdo

Tag: lágrimas

Ai de mim!

Ai de mim
Se o orgulho se apoderar de mim
Se a simplicidade fugir da minha vista
Se o peso nas costas me impedir de caminhar
Ai de mim
Se o rancor foi maior que o perdão

Silencioso Desespero

Mas, infelizmente, devo concordar com Henry David Thoreau quando diz que “a grande maioria dos homens vive uma vida de silencioso desespero”. Por baixo do pano escuro da noite, quando as luzes se apagam e restam apenas os labirintos da mente como trilha para o encontro com o descanso, muita gente repousa infeliz. Sua sorte, ou infortúnio, é que durante o dia quase ninguém percebe; disfarçam bem ou convivem com gente igualmente ocupada em disfarçar, que não consegue perceber quão ruins os atores são no palco da vida.

Viva!

A vida é cheia de ciclos
Inícios e fins
Um após o outro
Enquanto a gente amadurece e cresce
Enquanto o tempo se esvai por entre os nossos dedos
A vida é cheia de dilemas
Crises e tabus
Morais e éticos
Enquanto a vida aprende a viver
Enquanto o olhar das pessoas ainda molda nossas decisões