Epidemia da Indiferença

Embora não possamos controlar completamente os efeitos da pandemia (já que o momento exige estratégias e soluções coletivas de curto e médio prazo), podemos evitar que nosso coração se petrifique e se anestesie na indiferença. 

O contrário do amor

Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada, ou criticada pelo que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde, quando necessitar de uma atenção que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.