Eu

Eu triste sou calada Eu brava sou estúpida Eu lúcida sou chata Eu gata sou esperta Eu cega sou vidente Eu carente sou insana Eu malandra sou fresca

Falsa Sombra

Com um porre talvez venha a vontade de delatar sobre minha vida, para se entender o quanto há verdades nas palavras de um sujeito bêbado e inútil. É assim, me vêem, um ser sujo, bêbado, fedorento, largado e de poucos amigos, mais no fundo não suporto a hipocrisia humana de ter que viver de baixo de uma falsa sombra, norteada pelos desencontros de ser.