Ir para conteúdo
Anúncios

Meditação acerca dos infernos pessoais

Todos têm o direito de construir o próprio inferno. É o livre arbítrio. A pessoa se fecha em seu castelo infernal e torna-se vítima, acusando os outros por suas escolhas. Preso na sua torre de infelicidade.

Anúncios

Relaxe

Ficar na própria companhia
sem pressa, com total autonomia
na água, com vento, olhando pras árvores
até que tudo se encaixe, até mesmo os pormenores

Contra Maré

Te vejo e não sei mais quem é
Muitos morreram no caminho
Muitos ainda vão tentar chegar
A flor que mostra os seus espinhos
Alguem precisa ir podar

O cheiro da Noite

Latidos afoitos e curiosos
Atônitos e valentes
Parecem não querer recuar
A madrugada chega
Em um tom sombrio, fascinante e voraz
Mas o perfume continua sendo o que a Noite nos traz

Megalomania

O ensino de Jesus desmonta nossa megalomania, a proposta Dele consiste em servir, amar, estar disponível, se importar, proclamar a bondade de Deus de todas as formas possíveis, tudo o que for gerado a partir disso deve ser consequência e não objetivo pré estabelecido. Sabermos que uma só alma vale mais que o mundo inteiro deveria nos fazer valorizar cada encontro humano, cada testemunho de graça recebido, cada oportunidade de influenciar, devemos manter nossa sensibilidade aguçada para perceber a graça presente nas pequenas coisas da vida.

Tereza

Seus passos são largos
Não lhe ensinaram diferente
A força está nas pernas da guerreira
A estrela do samba candente

EOP #4 – Amar inimigos

Só uma boa dose desse santo absurdo pode salvar a nossa alma daquilo que fizemos com a gente mesmo e com os demais habitantes do planeta terra, só o absurdo do amor pode dar o tempo necessário para que tratemos nossas maldades com arrependimento e rendição à graça, sem isso estamos todos conjuntamente danados!

Ali fora

Na rua há uma passarela
Na passarela da rua desfilam sonhos
Na rua há imensidão de cores
Na rua há canteiros, bancos, pedras, flores
Na rua me encontro
Na rua me perco
Na rua há quase tudo

Urubus e Sabiás

Onde estão os documentos dos seus concursos? E as pobres aves se olharam perplexas, porque nunca haviam imaginado que tais coisas houvessem. Não haviam passado por escolas de canto, porque o canto nascera com elas. E nunca apresentaram um diploma para provar que sabiam cantar, mas cantavam simplesmente…

Admiro

Admiro os que se amam, que se prenderam em amor um ao outro sem a mesquinharia do cálculo do “quem dá mais”, que assumiram os riscos e se entregaram sem medida, sem medo, sem ligarem para o status quo.

Campeonato

A bela rola
suave e dengosa
ao rés do tapete.

Pensamentos Aleatórios #6

Não sou do tipo de pessoa que reclama quando recebe uma mensagem relevante ainda que seja longa! Pode contar sobre seus dilemas e crises, não importa o tempo que tome, pode criticar ou elogiar o que faço, não importa o tempo que tome, vamos marcar um café pra conversar, não importa o tempo que tome. A melhor forma de gastar o tempo é se relacionando em amor e sinceridade!

O Verbo

Nenhuma literatura, nenhum livro, nenhum texto, nenhuma escritura me influenciou mais pra que eu chegasse até aqui do que o texto bíblico. Todo ele. Tudo nele. Pra tudo o tempo todo e todo tempo. Ponto.
Não obstante, não sou um “bibliolatra”, isto é, não sou um adorador da Bíblia, do livro e de nenhum livro, e de nenhum ritual, nenhuma liturgia, nenhum credo doutrinário, nenhum sistema, nenhuma estrutura.

3 Músicas para Abril de 2017

O que é a música? Segundo o site Wikipedia, “a música (do grego μουσική τέχνη – musiké téchne, a arte das musas) é uma forma de arte que se constitui na combinação de vários sons e ritmos, seguindo uma pré-organização ao longo do tempo. É considerada por diversos autores como uma prática cultural e humana. Não se conhece nenhuma civilização ou agrupamento que não possua manifestações musicais próprias. Embora nem sempre seja feita com esse objetivo, a música pode ser considerada como uma forma de arte, considerada por muitos como sua principal função”.

Três Flores Secretas

Pelos caminhos,
Além das boléias,
Um sonho cultiva.
Longe, na noite,
Amarela as ideias.

A chama

Trago em mim a chama
o perigo, o dragão
trago o que mina, o que explode
a grande subversão
Dentro de mim o que não se doma
que ninguém detém, que nada assusta