Ir para conteúdo
Anúncios

Categoria: Li e Gostei

6 reações causadas pela tecnologia

Convenhamos, poucas pessoas trabalhariam no desenvolvimento de uma tecnologia com o propósito de atrapalhar nossas vidas ou dificultar alguns processos dela. Engenheiros e cientistas têm sempre a melhor das intenções ao conceberem suas criações. Porém, às vezes não preveem que, ao longo dos anos, o uso dessas tecnologias pode trazer algumas desvantagens.

Anúncios

15 Livros em PDF do Caio Fábio

Caio Fábio D’Araújo Filho, mais conhecido como Caio Fábio (Manaus, 15 de março de 1955) é um escritor, psicanalista e ex-pastor presbiteriano brasileiro. Foi o fundador e presidente da Associação Evangélica Brasileira (AEVB), é líder e mentor do Movimento Caminho da Graça (sediado em Brasília), grupo que possui subestações espalhadas pelo Brasil e pelo mundo.

Livro: 1001 Invenções que Mudaram o Mundo

Em “1001 Invenções que Mudaram o Mundo”, o leitor poderá descobrir detalhes sobre algumas das mais importantes invenções de todos os tempos, desde aquelas que ajudaram o homem a evoluir até as que simplesmente tornaram a vida mais prática. Da roda ao MP3, das ferramentas de pedra ao avião, este livro explora a história por trás de cada invento e traça o caminho desde sua concepção até os seus aprimoramentos.

Caminho Estreito ou Largo

É por isso que Jesus contrastou o caminho largo com o estreito. Seu caminho não é óbvio para nossas inclinações naturais. Pode não parecer tão satisfatório no começo, mas isso é porque a alegria e a liberdade verdadeiras não estão nas coisas que pensamos que queremos, ou o que a multidão nos diz que queremos, mas ao abraçarmos o que Deus sabe é melhor para nós. É por isso que ele também nos advertiu: Quem quiser salvar sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará (Mt 16:25).

Um desabafo: Cansei!

Cansei da obrigatoriedade. Cansei da liturgia. Cansei dos métodos, das campanhas, dos moldes, das manifestações. Cansei da necessidade de resposta para tudo, do sorriso em qualquer situação. Cansei das conversas marcadas, das clínicas, da prestação de contas, até da comunhão eu me cansei um pouco.

O que eu gosto mesmo

Amo semear porque constato que a semente é viva, e que é livre como o Semeador, por isto é que eu semeio cada vez mais calmamente; posto que a semente tenha vida própria; e que a terra/coração de si mesma frutifique.

Ser evangélico

Nos dias de hoje, quase sempre, ser “um evangélico” já não tem nada a ver com ser evangélico conforme o apóstolo Paulo. Hoje, quando um evangélico “evangeliza”, em geral, ele o faz a fim de que a “igreja” cresça como poder histórico visível. Ou seja, “evangelização” significa crescimento numérico sob o pretexto de que se quer salvar as almas do inferno.

Tá doendo

É tanta gente dolorida, e as razões para isso são as mais diversas: a perda de um ente querido ainda na infância ou de uma referência familiar até mesmo na vida adulta, os desencontros no amor, a falta de ânimo, a ausência de perspectiva, uma doença sorrateira e inesperada, um medo inexplicável e insistente.

O Concilio do Vaticano II e a Constituição sobre a sagrada liturgia

No dia 28 de Outubro de 1958, no conclave que se seguiu à morte de Pio XII, foi eleito Papa o Cardeal Ângelo Roncalli, que tomou os nome de João XXIII. Foi uma surpresa para muita gente. Uma surpresa também o nome adoptado. Depois dos Pios e dos Gregórios e
dos Leões, um Papa do século XX passava a usar um nome bíblicoo nome de um dos doze Apóstolos de Jesus Cristo. Era como que um remontar às nascentes. Esse acontecimento foi a convocação do Concílio Vaticano II.

A Igreja Católica no Século XX

Como a Igreja Católica lidou com os desafios do século XX: As guerras mundiais, o Concilio Vaticano II, João Paulo II e o Terceiro Milênio, Teologia da Libertação, etc.

O declínio e reconstrução da Teologia (1900-1980)

Nesse capítulo do livro Cristianismo através dos séculos, faz-se menção da teologia que surgiu antes, durante e depois das guerras mundiais: o liberalismo, a neo-ortodoxia, teologia da esperança, teologia do processo, teologia da libertação, dentre outros.

Revista Época – Os novos evangélicos

Estima-se que haja cerca de 46 milhões de evangélicos no Brasil. Seu crescimento foi seis vezes maior do que a população total desde 1960, quando havia menos de 3 milhões de fiéis espalhados principalmente entre as igrejas conhecidas como históricas (batistas, luteranos, presbiterianos e metodistas). Na década de 1960, a hegemonia passou para as mãos dos pentecostais, que davam ênfase em curas e milagres nos cultos de igrejas como Assembleia de Deus, Congregação Cristã no Brasil e O Brasil Para Cristo. A grande explosão numérica evangélica deu-se na década de 1980, com o surgimento das denominações neopentecostais, como a Igreja Universal do Reino de Deus e a Renascer. Elas tiraram do pentecostalismo a rigidez de costumes e a ele adicionaram a “teologia da prosperidade”. Há quem aposte que até 2020 metade dos brasileiros professará à fé evangélica.

Mesa do Senhor

Pegue pão e vinho em sua casa, junte a família, os amigos, e todos aqueles que desejarem cear, tendo a paz como árbitro no coração e a vontade de comungar com todos os homens.

The Dones #12 – Manejo da verdade

É por isso que um dos sinais reveladores de alguém que cresce na verdade é a humildade. Saber que eles vêem vagamente a realidade de Deus permite que eles a abracem levemente e não busquem forçá-la aos outros. O seu tom expressa que este é o melhor que eles vêem hoje, e que essa não é a única maneira pela qual um filho verdadeiro de Deus vê-lo. Quando você ouve esse tipo de linguagem dogmatizadora, afaste-se. Esses são aqueles que conhecem a doutrina melhores do que conhecem a Ele. Encontre aqueles que podem discutir a diferença de opinião graciosamente, sabendo que o amor, e não o julgamento, é a melhor maneira de ajudar as pessoas a descobrirem a verdade e que o crescimento na verdade tem mais a ver com aprender a depender Dele do que acumular conhecimento intelectual sozinho.

Uma carta de George Carlin

Estamos no tempo das comidas rápidas e digestões lentas, de homens de grande estatura e de pequeno caráter, de enormes ganhos econômicos e relações humanas superficiais. Hoje em dia, há dois ordenados, mas mais divórcios, casas mais luxuosas, mas lares desfeitos. São tempos de viagens rápidas, fraldas descartáveis, moral descartável, encontros de uma noite, corpos obesos, e pílulas que fazem tudo, desde alegrar e acalmar, até matar.