Ir para conteúdo
Anúncios

Categoria: Diário

Pergunta #29 – Casamento, Divórcio e Segundo Casamento

Uma pessoa muito querida me perguntou o seguinte: Rodrigo, como você entende a respeito do casamento, depois sobre a separação e possibilidade ou não de um novo casamento segundo a Escritura?

Anúncios

Adultério Existencial

Os verdadeiros sábios elogiam a verdadeira sabedoria, gente ética honra a pessoa que é igualmente ética, o malandro exalta os pais da malandragem.

Somos Problemas nos Desproblematizando

Me parece que a conversão essencial acontece uma só vez na vida. Mas, depois de tal consciência estar instalada em nós, é preciso uma espécie de manutenção diária, de decisões conscientes de desenvolvimento dessa salvação com temor e tremor. Eu reconheço que sou menos problema hoje do que já fui um dia, sou menos pior, menos auto-sabotador, menos pré-julgador, menos ansioso, menos entrave, ao mesmo tempo que não tenho como não admitir a imensa parte que ainda falta restaurar. Sou uma obra inacabada, com placa de “em construção”, sendo edificada a cada dia pelo Arquiteto Universal que tem a própria imagem e semelhança como referência.

Maldosos Amados

O amor constrói pontes, aproxima pessoas, reconcilia os hostilizados.
O amor promove encontros, o amor abraça o outro sem perguntar nada.
Só o amor restaura corações quebrados, revitaliza almas marcadas pela maldade.

Vulnerável

Há situações em que eu gostaria de parar tudo o que estou fazendo e só encontrar tranquilidade, paz, serenidade, refrigério, vento fresco na alma. Mas o tempo não para, o conserto das coisas tem que ser feito enquanto se caminha, as contas não param de chegar, as expectativas se acumulam toda hora.

Segundos de Reflexão #19 – Relação é com Jesus

Minha espiritualidade consiste em me relacionar com uma pessoa, chamada Jesus. Não com uma religião, com um livro, com valores morais ou com regras de “pode e não pode”. A relação com Jesus me leva a um consciência liberta e grata que atua pelo amor, e isso está acima de qualquer outro vínculo ou relação.

Quem somos e o que fazemos

Quando a gente não perde tempo tentando nos encaixar nas caixinhas de percepção dos outros, acabamos investindo tempo naquilo que realmente importa: em ser e melhorar o próprio ser. Quais hábitos, ações e situações do dia a dia que realmente se coadunam, se harmonizam com o que você é? Infelizmente, há pessoas completamente envolvidas com atividades que não tem nada a ver com elas.

A água e eu

Quando estou boiando esqueço dos problemas
Parece que nada mais importa
Acalma meu coração
É um sossego que excede qualquer comprimido calmante
Um pouco de água no corpo traz um ânimo indescritível.

Merecimento

Quem quer que viva está debaixo do desafio de colocar as mãos na massa e lutar veementemente pelo seus sustento e pela sua própria expansão de conhecimentos e habilidades para desenvolver um tipo de tarefa que lhe remunere. Mas, quando o assunto é aprovação de Deus, essa ideia de merecimento precisa ser sepultada! Não é pelo que mereço que a salvação vem, é pela generosidade do Pai; não é pela conduta aprovada, é pela receptividade a uma obra já realizada em meu favor, a um “está feito” mais que suficiente, sem acréscimos, sem barganhas, sem pesos adicionais.

As coisas não andam bem

Não consigo completar a frase: sinto falta de… Todas as alternativas parecem incapazes de completar de forma suficiente e definitiva esse buraco. É uma falta de algo que não sei se vou encontrar pro lado de fora, talvez tenha a ver com meu passado, ou é possível que seja uma crise em relação a algo sobre o futuro. Não sei. Não faço ideia do que seja. Só sei que quero chorar agora, e já são meia noite e quarenta, eu deveria estar na cama, mas não estou. 

Há coisas

Há coisas que abalam nosso mundo
Tira a gente do eixo
Causa reviravolta na ordem
Mesmos que nossas crenças não concordem

Segundos de Reflexão #17 – O Peso do Perfeccionismo

Quando a gente tem essa “compulsão pela perfeição” (vulgo perfeccionismo), a gente se cobra demais, geralmente se chateia com o resultado que emana de nós, isso é um peso muito grande nas nossas costas. É preciso aprender a se perdoar, a se enxergar e a viver de forma mais leve.