Ir para conteúdo

Categoria: Amigos Mais Chegados

Estalos de Leitura #27 – Rafael de Campos

Há inúmeras formas de ler um livro – até o Livro que, evidentemente, existem autoridades que decretam qual a leitura ortodoxa que se deve fazer dos textos. No entanto, as formas de ler, sejam elas a ortodoxa ou a liberal, a sistemática ou a circunstancial etc.; todas são mutáveis e passíveis da condição de tempo, lugar e situação referente a política e modos de crença.

Palavras de Sonhador #17 – Felipe Farah

Não há nada melhor do que o silêncio da madruga, com a presença da lua e das estrelas, e, de fundo, a voz de Deus em forma de poesia, me tocando como brisa, ampliando minha consciência, e me fazendo pensar, sem nunca duvidar, no milagre da existência!

Ser Professor

Ser professor, acima de tudo, é acreditar que a educação é o único meio de renovação e transformação de uma sociedade. Renovação e confiança são máximas do processo do ensinar-aprender.

Estalos de Leitura #25 – Rafael de Campos

Tanto o “perdão” quanto o “prometer e cumprir promessas” são faculdades e, como faculdades, partem das ações irreversíveis e imprevisíveis dos seres humanos. São como remédios na tentativa de desfazer algo e instaurar uma continuidade pro futuro.

Escritas pra Vida #6 – Lucas Lujan

A realização existencial não é tornar-se feliz, é tornar-se humano. A felicidade decorre do prazer de ter se tornado gente; seja para sorrir ou para chorar. Porque a felicidade não é sinônimo de alegria; felicidade é sinônimo de sensibilidade.

Morra para quem te matou

Depois de tantas braçadas que não o levaram a lugar nenhum, Renato entendeu que já estava morto. Ana o havia matado há tempos dentro de si mesma, era ele quem insistia em viver nela.

O silêncio do luto

O silêncio me absorveu ainda mais no enterro! A minha consciência absorvida por aquela cena horrível. Diferente dos cemitérios de hollywood, com lápides bonitas e uma grama tão verde que faz doer os olhos, os da vida real são muitas vezes destroços da existência.

Sou o Resultado

Sou o resultado das minhas escolhas e, também, do inesperado, do imponderável, dos imprevistos e das não escolhas.

Estalos de Leitura #23 – Rafael de Campos

Somos uma geração em que a depressão está em seu cerne, segundo o ‘The Times’. Ou seja, é uma doença que assola os tempos atuais mais do que o câncer e a aids. Baseado nesta informação, apenas, deveríamos ter um senso de responsabilidade e cuidado – ao menos – com alguém próximo que possa estar dando indícios.

Deus é quase totalmente amor?

A impressão que me dá é sempre a de que se está tentando fazer Deus mais forte, mais parecido com a gente, que somos juízes e santarados, e somos aqueles sem os quais “Deus nada pode fazer na Terra”. Diz o Homem a Deus: Sem mim nada podes fazer! Eu sou a Videira, Tu és o Ramo!

Estalos de Leitura #22 – Rafael de Campos

Em todos os corações, “o diálogo” deveria ter/ser um ‘espaço’ absurdamente amplo – sim! o diálogo que quebra as barreiras no intuito de cruzar as fronteiras, compartilhar experiências…