Página 156 a 160

Arrependimento, conversão e admissão de que se estava na direção errada é uma atitude pouco cultivada por ela demandar certa humildade, honestidade e decisão de mudança. Isso também precisa acontecer quando estamos lendo o texto bíblico e percebemos que o “espírito”, a “Palavra”, a “mensagem” por trás do texto confronta os significados que fomos adquirindo com o passar do tempo. Daí a importância de sermos seres que aprendem sempre! Alguns, ao invés disso, preferem ir por outro caminho, o da tentativa de fazer o texto dizer o que eles querem que o texto diga, atropelando assim todos os seus contextos, background histórico e realidade histórica. Se adultera o texto criando as argumentações que buscam justificar sua validade.

Tem que se deixar dizer o que o texto quer dizer, sem tentar encaixá-lo, sistematizá-lo ou tornar aquilo no motivo do estreitamento da visão. Se é Palavra eterna de Deus, ela liberta, expande, constrói, vivifica, resulta em amor, mas se é fruto da nossa mais “fina” inteligência doutrinária o texto vai escravizar, diminuir, produzir morte, resultar em legalismo e isso é um lamentável caminho de autodestruição. Tudo o que seja verdade, de fato pelo seu conhecimento seremos libertos! Tudo o que seja protótipo de verdade, pela crença em seu pseudo valor nos adoeceremos.

E aí? O que achou da leitura dessas páginas desse livro? Deixe seu comentário com suas percepções logo abaixo!

4 comentários

  1. Bom é claro que a piada em mim ficou como reflexão. Quantas vezes somos como esses “mineiros”.
    Pensamos que avançamos… Mas acabamos as vezes no mesmo lugar.
    Precisamos aprender definir o que é liberdade em Jesus.
    Porque senão ficaremos presos no deserto usando a bíblia no lugar da Palavra.

  2. Há enormes equívocos nos mais diversos grupos e indivíduos. Uns erram por ignorância, desconhecimento; outros se mantém equivocados pelo cinismo e pela hipocrisia, vendo em sua “sã doutrina” o único caminho e a única certeza.
    Ledo engano. A escritura é apenas o arcabouço de doutrinas e as mais variadas questões teológicas, que, junto com os pacotes da moralidade, são de extrema facilidade no seu cumprimento, na sua práxis religiosa, na sua concepção, idiossincrasia e visão de mundo.
    Se um dia fazem uma nova leitura, uma releitura e descobrem que a palavra é maior, mais elevada enquanto visão e pensamento divino elevado, entram em conflito, angustiados diante da confrontação que o esqueleto da escritura tem com o espírito vivificante da palavra.
    Viver pela palavra sempre vai ser o melhor caminho , quando andamos naquele que diz ser Caminho, verdade e vida…

  3. A escritura eh vida para nossa alma. E por meio de Cristo se faz presente e viva nos coracoes. E isso vence as babaquices humanas.

  4. Essa coisa de “usar o texto bíblico a fim de provar que se está certo, ou pelo menos, que não estou errado, é uma grande tentação.

    Já fui homem de muitas certezas. Hoje tenho optado por ouvir mais e falar menos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: