Página 1 a 4

Na minha observação cotidiana, sobretudo olhando para a minha própria condição existencial, pude concluir como no livro de que a vida carece de um significado maior, senão ela não passa de uma existência vazia! O Caio foi muito feliz em interpretar Salomão dessa forma:

“o que Salomão está dizendo, é que a vida humana,
a existência humana, para se transformar em vida, precisa encontrar
significado, precisa encontrar sentido, senão é apenas a trágica e
lúgubre trajetória de uma existência, mas que não se transforma em
vida porque não descobre profundo e real sentido para existir”.

Vida só é vida se tiver significado e talvez essa seja uma das afirmações de Jesus mais negligenciadas dos últimos tempos: “Eu vim para que tenham vida e a tenham plenamente!” Viver não é só respirar, ter papéis sociais, ter um poder de consumo, ter perfis nas redes sociais e interagir com as pessoas; viver é mergulhar na experiência mais profunda do amor, da graça e do caminho proposto por Jesus.

Salomão é o filósofo observador que está olhando a vida na sua perspectiva mais crua, ela por ela mesma, procurando entender se ela é um fim em si mesma ou se ela precisa de um caminho pra ganhar sentido.

  1. Tentou a euforia.
  2. Conheceu os efeitos do vinho.
  3. Empreendeu grandes coisas.
  4. Foi um grande empregador de pessoas.
  5. Conferiu os efeitos do acúmulo de riqueza.
  6. Permitiu-se à arte.
  7. Experimentou relacionamentos e os prazeres dessas relações.

Tudo isso, tentando encontrar esse sentido, algo que conferisse um significado relevante à vida.

E aí? O que achou da leitura dessas páginas desse livro? Deixe seu comentário com suas percepções logo abaixo!

10 comentários

  1. Sem Cristo não é nada. Temos que buscar em Deus e no seu amor o sentido para viver. Do que vale o trabalho do dia os relacionamentos se não tivermos em Deus e em Cristo em seu amor. Minha oração e que o possa me encontrar em Deus no seu coração achar paz para minha alma.

  2. O homem é vazio, sem significado e a busca para preencher esse vazio está em seu criador.
    Não faz sentido passar por essa vida sem compreender o verdadeiro sentido.
    E a nossa vida só faz sentido quando o sentido estiver em Deus.

  3. Ao mesmo tempo que parece tão pessimista a visão de Salomão, ela nos mostra que nada vale a pena, se não tivermos nossa vida focada em nosso Criador, que nos dá todo sentido de
    nossa fugaz vida

  4. Enxergar a vida como uma bobagem e o que sentido à ela é a conexão com Criador, é a descoberta mais fascinante, libertadora e cheia de significado que poderíamos experiênciar!Foi o que Salomao fez. É
    o que da sabor à vida, ressignifica- la
    a partir da perspectiva de fé, amor e compaixao na relação com o próximo .

  5. Já tive os mesmos questionamentos de Salomão. Durante um período de minha vida eu não via razão ou motivo para a vida, era tudo uma bobagem! Por que nascer, estudar, trabalhar, reproduzir, trabalhar, trabalhar e morrer?
    Somente depois de um encontro íntimo com o Criador, através de Cristo, é que tudo ganhou sentido e cores em minha vida. É dele, por Ele e para Ele!!

    1. Vejo,
      Se Salomão que foi o homem mais rico, que possuiu, quantas mulheres desejou, que tudo que seus olhos desejaram ele não negou à seu coração!
      Diz ser tudo vaidade, já nos poupa em muito de querermos achar que se tivermos tal coisa, aí sim seremos felizes.
      O vazio que sentimos só pode ser preenchido com a presença de Deus.
      E a felicidade é o contentamento com gratidão.

  6. Além do que o Rodrigo já comentou sobre a interpretação do Caio, a respeito de encontrar significado para a vida, senão ela é apenas uma bobagem, outra coisa que me chamou a atenção é que todas as coisas que Salomão buscou satisfação, em geral, são as mesmas que muitas vezes desejamos.

    Às vezes penso como seria se fizesse isso ou aquilo outro. Ainda mais eu que “nasci na igreja”, e não experimentei a maior parte das coisas que um adolescente e jovem comum experimenta. Tenho muitas curiosidades.

    Mas na leitura de Eclesiastes e, relembrando agora com a leitura desse livro, vejo que qualquer caminho desses que Salomão tomou seria como correr atrás do vento.

    Como mais a frente Salomão vai dizer, o mais importante na vida é temer a Deus, trabalhar e amar seu companheiro ou companheira. Só por hoje. Um dia de cada vez. Basta a cada dia o seu próprio mal. O significado ou propósito está na jornada, no caminho.

  7. Penso que nestas poucas páginas temos uma introdução do sentimento de Salomão, saltando à nossa percepção a propcura e frustração para com a vida. Caio interpreta um Salomão analisando a vida, a dele próprio ou tentando vivenciar estilos de vida de pessoas ao seu redor objetivando enchegar a vida de vários ângulos na tentativa de identificar um sentido para a existência humana.

    Vamos adiante. Contextualizar mais.

  8. O que faltou a Salomão foi experimentar doar tudo aos necesssitados para saber se este ato de generosidade não é o que move a a vida?
    Só buscou as aflições da vida.
    Claro que na horizontalidade da vida tudo é bobagem, mas fica a questão acima no qual ele não se embrenhou.
    Como dissse o Caio sem um plano metafisico tudo é vaidadde, todavia, atitudes de genorisidade não nos leva a outro patamar?
    Salomão se deprime e escreve suas experiencias. Isso é a vida !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: