Meu desafio hoje é o medo!

Quem é que não tem medo?

Medo é algo necessário para nos proteger e para nossa sobrevivência.

O medo serve para não nos machucar, o medo é um dispositivo de segurança que todos nós temos para evitar a dor ou a morte!

O medo é uma sensação gerada a partir de situações de perigo ou de preocupação caso alguma coisa não saia de acordo com que esperamos.

Tudo aquilo que nos oferece algum tipo de risco, perigo, dor ou sofrimento, seja fisicamente ou emocionalmente, o medo nesse momento em nosso corpo reage quimicamente, nosso coração dispara nossa boca seca, as pupilas dilatam, os músculos contraem, suamos, a respiração rápida e ofegante, o sangue vai para as extremidades, a glicose aumenta na corrente sanguínea e baixa nossa imunidade.

O medo nos faz fugir ou lutar!

O medo é importante, mas também pode nos fazer muito mal, o problema não é ter medo, mas viver com medo.

Nosso cérebro não sabe distinguir o que é real do irreal.

Medo real é um ladrão entrando em sua casa, um possível ataque de uma fera.

Medo irreal é aquele que criamos em nossos pensamentos, gerando sentimentos de ansiedade e preocupação se tornando logo mais em medo.

 Se tivermos medo à resposta de nosso cérebro é uma só, seja real ou irreal, ele vai responder quimicamente!

Logo que me separei, eu tinha muitos medos.

Eu nunca tinha vivido sozinha, sai da casa de meus pais aos 16 anos, éramos quatro pessoas, me casei e logo tive minhas filhas.

Minhas filhas em menos de um ano ambas se casaram e saíram de casa, ficando somente eu e meu marido, deixando-me sem chão, para mim foi uma grande perda, pois elas me ocupavam,  me davam vida e eu tinha um significado.

Mas do dia para noite, tudo aquilo que eu nunca imaginava para minha vida estava acontecendo, e eu estava ficando sozinha e doente de depressão, então todos os tipos de sentimentos tomavam conta do meu EU, inclusive o medo!

Medo de ficar sozinha em casa, onde silêncio ecoava.

Medo da noite, medo dos pesadelos que eram muitos.

Medo do futuro.

Medo da solidão.

Medo da doença.

Medo de não sarar.

Medo de não ter condições para me sustentar.

Medo por não ter saúde para trabalhar.

Medo de não ser perdoada.

Medo da indiferença.

Se por um lado, os medos são gerados, a partir de pensamentos e sentimentos, de traumas vividos no decorrer de nossas vidas, devemos então criar condições que bloqueiem esses pensamentos, ou seja, cortar o mal pela raiz!

Meu desafio foi bloquear pensamentos sabotadores do meu viver, hoje!

Meu desafio foi mudança de pensamentos e comportamentos!

No inicio de 2019 lancei um grande desafio que mudou o sentido da minha vida!

Desafiei-me a ter gratidão em tudo, sim por tudo mesmo, desde a troca de um simples chuveiro ao pagamento de contas fixas, a confiar que Deus estava cuidando de mim e estava comigo.

Peguei um caderno e datei 02/01/19 e a partir dessa data anotava diariamente tudo que eu tinha recebido de benção, e nesse caderno também lancei desafios futuros, desafios primários e secundários.

Desafios Primários:

Quero ser usado por Deus, servi-lo, fazer a diferença.

Quero ajudar pessoas que sofrem e passam pelo que estou passando, quero escrever um livro deixando um legado.

Exercitar diariamente a superação das minhas perdas e dores, olhar para o alto, para Deus.

Primeiramente me perdoar, e depois perdoar e amar aqueles que me causaram dores e profundas cicatrizes.

Desafios secundários:

Não só sair do quarto o que eu vivi aprisionada por mais de dois anos, mas sair de casa, praticar um esporte, academia, desenvolver um trabalho ocupacional.

Meu desafio voltar a sonhar, e colorir meu mundo, não quero mais chorar, quero voltar a sorrir!

O resultado dessas decisões

Tive meu primeiro livro publicado no final de 2019.

Deixei de ter pena de mim, de me sentir infeliz, deixei de sofrer por quem não merecia uma única lagrima minha.

Comecei a me ocupar com artesanato, ser produtiva.

Comecei ir para academia, fazer aulas de dança.

Permiti-me ser uma nova semente, plantada em um novo terreno, regada e cuidada por Deus com a finalidade de gerar novos frutos.

E já estou colhendo, paz, alegria, amor, gratidão, fé, esperança, etc…

 Minhas culpas, meus medos, minhas dores foram tiradas, minhas lagrimas foram enxugadas.

Porque Deus é fiel, ele carrega nosso fardo e enxuga nossas lagrimas, basta a nós permitir e confiar!

Qual é o seu desafio hoje?

Valéria Campos
valeriauniversitaria@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: