Sempre que qualquer conversa, vídeo ou texto traz o tema “Jesus”, na maioria das vezes somos automaticamente remetidos à ideia da religião cristã. Parece que falar de Jesus é o mesmo que falar de dogmas (doutrinas absolutas), rituais, templos, lideranças religiosas, além de objetos e comportamentos considerados como santos (sagrados).

O imaginário popular faz essa associação imediata devido à força da influência das tradições religiosas cristãs ao longo dos séculos no ocidente da terra. A religião cristã, mesmo em países laicos, tem dominado sociedades inteiras desde que o Império Romano misturou o poder do Estado ao poder das lideranças religiosas cristãs em 380 d.C. através de Constantino e Teodósio I.

Desde os primeiros séculos após a morte de Jesus, muitos grupos ligados à fé cristã se formaram ao redor do mundo, cada qual com suas próprias características, práticas e pensamentos. As tradições do Catolicismo Romano e do Protestantismo Lutero-Calvinista e suas milhares de ramificações são as mais proeminentes até o dias de hoje.

Mas, afinal de contas, Jesus veio fundar uma religião? Essa pergunta é facilmente respondida, pela maioria de seguidores das principais tradições do cristianismo da atualidade como “sim”, a religião cristã foi fundada por Jesus! Porém, será possível olharmos isso por uma outra perspectiva? Seria válido afirmar e investigar se Jesus não teria proposto uma espiritualidade que transcende os limites da religiosidade humana? Teríamos material disponível suficiente para refletirmos profundamente sobre o tipo de renovação e transformação, em relação ao modo de ser religioso judeu em seu tempo, proposto por Jesus em seus ensinamentos?

É isso que a série “Espiritualidade de Jesus” propõe a você: pensar Jesus para além dos limites religiosos de nosso tempo.

Você está disposto a participar dessa investigação e reflexão? Coloque nos comentários dessa postagem sua opinião e sentimentos.

Até a próxima.

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

4 comentários

  1. Geralmente, muitos tentam colocar Jesus do lado oposto à religião, como alguém avesso a toda e qualquer tipo de doutrina. E nessa tentativa, isolam Jesus dos apóstolos que Ele mesmo escolheu. O livro de atos é claro ao afirmar que a igreja primitiva permanecia na doutrina dos apóstolos ou naquilo que os apóstolos ensinavam; as doutrinas são necessárias para nos afastar dos falsos ensinamentos e de quaisquer heresias que tenham alguma aparência de piedade. Não existe evangelho sem doutrina, se meditarmos com sinceridade nas escrituras veremos que Jesus não era avesso à religião como muitos querem argumentar, mas sua crítica sempre era dirigida aos falsos religiosos, por isso Ele irá dizer acerca dos fariseus:”Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam”.

    Mateus 23:3

    Curtido por 1 pessoa

    1. Boa reflexão! Jesus não era avesso à doutrinas, quando doutrinas significam uma proposta de caminho a seguir, porém quanto a dogmas (especialmente absolutizando o que Jesus jamais absolutizou) com certeza cria-se um problema que discutiremos mais tarde. Obrigado por sua participação 😉

      Curtido por 1 pessoa

  2. A caminhada com Jesus é existencial, acontece na vida e essa experiência espiritual por si só excede qualquer caixinha de doutrina. A intimidade com Ele gera uma dependência e ao mesmo tempo uma liberdade que é assustadoramente “maravilhosa” .Todas as vezes que tentarmos explicar Jesus vamos inferir nosso entendimento humano baseado em nosso conhecimento.Não há nada errado nisso mas creio que nos dará uma visão limitada da proposta de Jesus.Sua proposta é muito mais profunda que fundar uma religião.Acredito sim que seguir a Jesus é um projeto de “vida”.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: