Ir para conteúdo
Anúncios

Bíblia Toda em 1 Ano – Dia 27/06 – Salmos 107-109 – NVI

Salmo 107

Dêem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre.
Assim o digam os que o Senhor resgatou, os que livrou das mãos do adversário,
e reuniu de outras terras, do Oriente e do Ocidente, do Norte e do Sul.
Perambularam pelo deserto e por terras áridas sem encontrar cidade habitada.
Estavam famintos e sedentos; suas vidas iam-se esvaindo.
Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os livrou da tribulação em que se encontravam
e os conduziu por caminho seguro a uma cidade habitada.
Que eles dêem graças ao Senhor por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens,
porque ele sacia o sedento e satisfaz plenamente o faminto.
Assentaram-se nas trevas e na sombra mortal, aflitos, acorrentados,
pois se rebelaram contra as palavras de Deus e desprezaram os desígnios do Altíssimo.
Por isso ele os sujeitou a trabalhos pesados; eles tropeçaram, e não houve quem os ajudasse.
Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e eles os salvou da tribulação em que se encontravam.
Ele os tirou das trevas e da sombra mortal, e quebrou as correntes que os prendiam.
Que eles dêem graças ao Senhor, por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens,
porque despedaçou as portas de bronze e rompeu as trancas de ferro.
Tornaram-se tolos por causa dos seus caminhos rebeldes, e sofreram por causa das suas maldades.
Sentiram repugnância por toda comida e chegaram perto das portas da morte.
Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os salvou da tribulação em que se encontravam.
Ele enviou a sua palavra e os curou, e os livrou da morte.
Que eles dêem graças ao Senhor, por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens.
Que eles ofereçam sacrifícios de ação de graças e anunciem as suas obras com cânticos de alegria.
Fizeram-se ao mar em navios, para negócios na imensidão das águas,
e viram as obras do Senhor, as suas maravilhas nas profundezas.
Deus falou e provocou um vendaval que levantava as ondas.
Subiam aos céus e desciam aos abismos; diante de tal perigo, perderam a coragem.
Cambaleavam, tontos como bêbados, e toda a sua habilidade foi inútil.
Na sua aflição, clamaram ao Senhor, e ele os tirou da tribulação em que se encontravam.
Reduziu a tempestade a uma brisa e serenou as ondas.
As ondas sossegaram, ele se alegraram, e Deus os guiou ao porto almejado.
Que eles dêem graças ao Senhor por seu amor leal e por suas maravilhas em favor dos homens,
Que o exaltem na assembléia do povo e o louvem na reunião dos líderes.
Ele transforma os rios em deserto e as fontes em terra seca,
faz da terra fértil um solo estéril, por causa da maldade dos seus moradores.
Transforma o deserto em açudes e a terra ressecada, em fontes.
Ali ele assenta os famintos, para fundar uma cidade habitável,
semear lavouras, plantar vinhas e colher uma grande safra.
Ele os abençoa, e eles se multiplicam; e não deixa que diminuam os seus rebanhos.
Quando, porém, reduzidos, são humilhados com opressão, desgraça e tristeza.
Deus derrama desprezo sobre os nobres e os faz vagar num deserto sem caminhos.
Mas tira os pobres da miséria e aumenta as suas famílias como rebanhos.
Os justos vêem tudo isso e se alegram, mas todos os perversos se calam.
Reflitam nisso os sábios e considerem a bondade do Senhor.

Salmos 107:1-43

Salmo 108

Meu coração está firme, ó Deus! Cantarei e louvarei, ó Glória minha!
Acordem, harpa e lira! Despertarei a alvorada.
Eu te darei graças, ó Senhor, entre os povos; cantarei louvores entre as nações,
porque o teu amor leal se eleva muito acima dos céus; a tua fidelidade alcança as nuvens!
Exalta-te, ó Deus, acima dos céus; estenda-se a tua glória sobre toda a terra!
Salva-nos com a tua mão direita e responde-nos, para que sejam libertos aqueles a quem amas.
Do seu santuário Deus falou: “No meu triunfo dividirei Siquém e repartirei o vale de Sucote.
Gileade me pertence, e Manassés também; Efraim é o meu capacete, Judá é o meu cetro.
Moabe é a pia em que me lavo, em Edom atiro a minha sandália, sobre a Filístia dou meu brado de vitória! ”
Quem me levará à cidade fortificada? Quem me guiará a Edom?
Não foste tu, ó Deus, que nos rejeitaste e deixaste de sair com os nossos exércitos?
Dá-nos ajuda contra os adversários, pois inútil é o socorro do homem.
Com Deus conquistaremos a vitória, e ele pisará os nossos adversários.

Salmos 108:1-13

Salmo 109

Ó Deus, a quem louvo, não fiques indiferente,
pois homens ímpios e falsos dizem calúnias contra mim, e falam mentiras a meu respeito.
Eles me cercaram com palavras carregadas de ódio; atacaram-me sem motivo.
Em troca da minha amizade eles me acusam, mas eu permaneço em oração.
Retribuem-me o bem com o mal, e a minha amizade com ódio.
Designe-se um ímpio como seu oponente; à sua direita esteja um acusador.
Seja declarado culpado no julgamento, e que até a sua oração seja considerada pecado.
Seja a sua vida curta, e outro ocupe o seu lugar.
Fiquem órfãos os seus filhos e a sua esposa, viúva.
Vivam os seus filhos vagando como mendigos, e saiam rebuscando o pão longe de suas casas em ruínas.
Que um credor se aposse de todos os seus bens, e estranhos saqueiem o fruto do seu trabalho.
Que ninguém o trate com bondade nem tenha misericórdia dos seus filhos órfãos.
Sejam exterminados os seus descendentes e desapareçam os seus nomes na geração seguinte.
Que o Senhor se lembre da iniqüidade dos seus antepassados, e não se apague o pecado de sua mãe.
Estejam os seus pecados sempre perante o Senhor, e na terra ninguém jamais se lembre da sua família.
Pois ele jamais pensou em praticar um ato de bondade, mas perseguiu até à morte o pobre, o necessitado e o de coração partido.
Ele gostava de amaldiçoar: venha sobre ele a maldição! Não tinha prazer em abençoar: afaste-se dele a bênção!
Ele vestia a maldição como uma roupa: entre ela em seu corpo como água e em seus ossos como óleo.
Envolva-o como um manto e aperte-o sempre como um cinto.
Assim retribua o Senhor aos meus acusadores, aos que me caluniam.
Mas tu, Soberano Senhor, intervém em meu favor, por causa do teu nome. Livra-me, pois é sublime o teu amor leal!
Sou pobre e necessitado e, no íntimo, o meu coração está abatido.
Vou definhando como a sombra vespertina; para longe sou lançado, como um gafanhoto.
De tanto jejuar os meus joelhos fraquejam e o meu corpo definha de magreza.
Sou motivo de zombaria para os meus acusadores; logo que me vêem, meneiam a cabeça.
Socorro, Senhor, meu Deus! Salva-me pelo teu amor leal!
Que eles reconheçam que foi a tua mão, que foste tu, Senhor, que o fizeste.
Eles podem amaldiçoar, tu, porém, me abençoas. Quando atacarem, serão humilhados, mas o teu servo se alegrará.
Sejam os meus acusadores vestidos de desonra; que a vergonha os cubra como um manto.
Em alta voz, darei muitas graças ao Senhor; no meio da assembléia eu o louvarei,
pois ele se põe ao lado do pobre para salvá-lo daqueles que o condenam.

Salmos 109:1-31

Leitura feita por Rodrigo Campos, da Bíblia na Nova Versão Internacional

Se quiser receber o áudio das leituras diariamente em seu Whatsapp, solicite isso através do número 18-997358253

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: