Ir para conteúdo
Anúncios

Bíblia Toda em 1 Ano – Dia 21/06 – Salmos 87-89 – NVI

Salmo 87

Ele edificou sua cidade sobre o monte santo;
o Senhor ama as portas de Sião mais do que qualquer outro lugar de Jacó.
Coisas gloriosas são ditas de ti, ó cidade de Deus! Pausa
“Entre os que me reconhecem incluirei Raabe e Babilônia, além da Filístia, de Tiro, e também da Etiópia, como se tivessem nascido em Sião. ”
De fato, acerca de Sião se dirá: “Todos estes nasceram nela, e o próprio Altíssimo a estabelecerá”.
O Senhor escreverá no registro dos povos: “Este nasceu ali”. Pausa
Com danças e cânticos, dirão: “Em Sião estão as nossas origens! ”

Salmos 87:1-7

Salmo 88

Ó Senhor, Deus que me salva, a ti clamo dia e noite.
Que a minha oração chegue diante de ti; inclina os teus ouvidos ao meu clamor.
Tenho sofrido tanto que a minha vida está à beira da sepultura!
Sou contado entre os que descem à cova; sou como um homem que já não tem forças.
Fui colocado junto aos mortos, sou como os cadáveres que jazem no túmulo, dos quais já não te lembras, pois foram tirados de tua mão.
Puseste-me na cova mais profunda, na escuridão das profundezas.
Tua ira pesa sobre mim; com todas as tuas ondas me afligiste. Pausa
Afastaste de mim os meus melhores amigos e me tornaste repugnante para eles. Estou como um preso que não pode fugir;
minhas vistas já estão fracas de tristeza. A ti, Senhor, clamo cada dia; a ti ergo as minhas mãos.
Acaso mostras as tuas maravilhas aos mortos? Acaso os mortos se levantam e te louvam? Pausa
Será que o teu amor é anunciado no túmulo, e a tua fidelidade, no Abismo da Morte?
Acaso são conhecidas as tuas maravilhas na região das trevas, e os teus feitos de justiça, na terra do esquecimento?
Mas eu, Senhor, a ti clamo por socorro; já de manhã a minha oração chega à tua presença.
Por que, Senhor, me rejeitas e escondes de mim o teu rosto?
Desde moço tenho sofrido e ando perto da morte; os teus terrores levaram-me ao desespero.
Sobre mim se abateu a tua ira; os pavores que me causas me destruíram.
Cercam-me o dia todo como uma inundação; envolvem-me por completo.
Tiraste de mim os meus amigos e os meus companheiros; as trevas são a minha única companhia.

Salmos 88:1-18

Salmo 89

Cantarei para sempre o amor do Senhor; com minha boca anunciarei a tua fidelidade por todas as gerações.
Sei que firme está o teu amor para sempre, e que firmaste nos céus a tua fidelidade.
Tu disseste: “Fiz aliança com o meu escolhido, jurei ao meu servo Davi:
Estabelecerei a tua linhagem para sempre e firmarei o teu trono por todas as gerações”. Pausa
Os céus louvam as tuas maravilhas, Senhor, e a tua fidelidade na assembléia dos santos.
Pois, quem nos céus poderá comparar-se ao Senhor? Quem dentre os seres celestiais assemelha-se ao Senhor?
Na assembléia dos santos Deus é temível, mais do que todos os que o rodeiam.
Ó Senhor, Deus dos Exércitos, quem é semelhante a ti? És poderoso, Senhor, envolto em tua fidelidade.
Tu dominas o revolto mar; quando se agigantam as suas ondas, tu as acalmas.
Esmagaste e mataste o Monstro dos Mares; com teu braço forte dispersaste os teus inimigos.
Os céus são teus, e tua também é a terra; fundaste o mundo e tudo o que nele existe.
Tu criaste o Norte e o Sul; o Tabor e o Hermom cantam de alegria pelo teu nome.
O teu braço é poderoso; a tua mão é forte, exaltada é tua mão direita.
A retidão e a justiça são os alicerces do teu trono; o amor e a fidelidade vão à tua frente.
Como é feliz o povo que aprendeu a aclamar-te, Senhor, e que anda na luz da tua presença!
Sem cessar exultam no teu nome, e alegram-se na tua retidão,
pois tu és a nossa glória e a nossa força, e pelo teu favor exaltas a nossa força.
Sim, Senhor, tu és o nosso escudo, ó Santo de Israel, tu és o nosso rei.
Numa visão falaste um dia, e aos teus fiéis disseste: “Cobri de forças um guerreiro, exaltei um homem escolhido dentre o povo.
Encontrei o meu servo Davi; ungi-o com o meu óleo sagrado.
A minha mão o susterá, e o meu braço o fará forte.
Nenhum inimigo o sujeitará a tributos; nenhum injusto o oprimirá.
Esmagarei diante dele os seus adversários e destruirei os seus inimigos.
A minha fidelidade e o meu amor o acompanharão, e pelo meu nome aumentará o seu poder.
A sua mão dominará até o mar, e a sua mão direita, até os rios.
Ele me dirá: ‘Tu és o meu Pai, o meu Deus, a Rocha que me salva’.
Também o nomearei meu primogênito, o mais exaltado dos reis da terra.
Manterei o meu amor por ele para sempre, e a minha aliança com ele jamais se quebrará.
Firmarei a sua linhagem para sempre, o seu trono durará enquanto existirem céus.
Se os seus filhos abandonarem a minha lei e não seguirem as minhas ordenanças,
se violarem os meus decretos e deixarem de obedecer aos meus mandamentos,
com a vara castigarei o seu pecado, e a sua iniqüidade com açoites;
mas não afastarei dele o meu amor; jamais desistirei da minha fidelidade.
Não violarei a minha aliança nem modificarei as promessas dos meus lábios.
De uma vez para sempre jurei pela minha santidade, e não mentirei a Davi,
que a sua linhagem permanecerá para sempre, e o seu trono durará como o sol;
e será estabelecido para sempre como a lua, a fiel testemunha no céu”. Pausa
Mas tu o rejeitaste, recusaste-o e te enfureceste com o teu ungido.
Revogaste a aliança com o teu servo e desonraste a sua coroa, lançando-a ao chão.
Derrubaste todos os seus muros e reduziste a ruínas as suas fortalezas.
Todos os que passam o saqueiam; tornou-se motivo de zombaria para os seus vizinhos.
Tu exaltaste a mão direita dos seus adversários e encheste de alegria todos os seus inimigos.
Tiraste o fio da sua espada e não o apoiaste na batalha.
Deste fim ao seu esplendor e atiraste ao chão o seu trono.
Encurtaste os dias da sua juventude; com um manto de vergonha o cobriste. Pausa
Até quando, Senhor? Para sempre te esconderás? Até quando a tua ira queimará como fogo?
Lembra-te de como é passageira a minha vida. Terás criado em vão todos os homens?
Que homem pode viver e não ver a morte, ou livrar-se do poder da sepultura? Pausa
Ó Senhor, onde está o teu antigo amor, que com fidelidade juraste a Davi?
Lembra-te, Senhor, das afrontas que o teu servo tem sofrido, das zombarias que no íntimo tenho que suportar de todos os povos,
das zombarias dos teus inimigos, Senhor, com que afrontam a cada passo o teu ungido.
Bendito seja o Senhor para sempre! Amém e amém.

Salmos 89:1-52

Leitura feita por Rodrigo Campos, da Bíblia na Nova Versão Internacional

Se quiser receber o áudio das leituras diariamente em seu Whatsapp, solicite isso através do número 18-997358253

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: