Ir para conteúdo
Anúncios

Bíblia Toda em 1 Ano – Dia 21/05 – Jó 27-29 – NVI

Jó 27

E Jó prosseguiu em seu discurso:
“Pelo Deus vivo, que me negou justiça, pelo Todo-poderoso, que deu amargura à minha alma,
enquanto eu tiver vida em mim, o sopro de Deus em minhas narinas,
meus lábios não falarão maldade, e minha língua não proferirá nada que seja falso.
Nunca darei razão a vocês! Minha integridade não negarei jamais, até à morte.
Manterei minha retidão, e nunca a deixarei; enquanto eu viver, a minha consciência não me repreenderá.
“Sejam os meus inimigos como os ímpios, e os meus adversários como os injustos!
Pois, qual é a esperança do ímpio, quando é eliminado, quando Deus lhe tira a vida?
Ouvirá Deus o seu clamor, quando vier sobre ele a aflição?
Terá ele prazer no Todo-poderoso? Chamará a Deus a cada instante?
“Eu os ensinarei sobre o poder de Deus; não esconderei de vocês os caminhos do Todo-poderoso.
Pois a verdade é que todos vocês já viram isso. Por que então essa conversa sem sentido?
“Este é o destino que Deus determinou para o ímpio, a herança que o mau recebe do Todo-poderoso:
Por mais filhos que tenha, o destino deles é a espada; sua prole jamais terá comida suficiente.
A epidemia sepultará aqueles que lhe sobreviverem, e as suas viúvas não chorarão por eles.
Ainda que ele acumule prata como pó e roupas como barro, amontoe;
o que ele armazenar ficará para os justos, e os inocentes dividirão sua prata.
A casa que ele constrói é como casulo de traça, como cabana feita pela sentinela.
Rico ele se deita, mas nunca mais será! Quando abre os olhos, tudo se foi.
Pavores vêm sobre ele como uma enchente; de noite a tempestade o leva de roldão.
O vento oriental o leva, e ele desaparece; arranca-o do seu lugar.
Atira-se contra ele sem piedade, enquanto ele foge às pressas do seu poder.
Bate palmas contra ele e com assobios o expele do seu lugar.

Jó 27:1-23

Jó 28

“Existem minas de prata e locais onde se refina ouro.
O ferro é extraído da terra, e do minério se funde o cobre.
O homem dá fim à escuridão; e vasculha os recônditos mais remotos em busca de minério, nas mais escuras trevas.
Longe das moradias ele cava um poço, em local esquecido pelos pés dos homens; longe de todos, ele se pendura e balança.
A terra, da qual vem o alimento, é revolvida embaixo como que pelo fogo;
das suas rochas saem safiras, e seu pó contém pepitas de ouro.
Nenhuma ave de rapina conhece aquele caminho oculto, e os olhos de nenhum falcão o viram.
Os animais altivos não põem os pés nele, e nenhum leão ronda por ali.
As mãos dos homens atacam a pederneira e transtornam as raízes das montanhas.
Fazem túneis através da rocha, e os seus olhos enxergam todos os tesouros dali.
Eles vasculham as nascentes dos rios e trazem à luz coisas ocultas.
“Onde, porém, se poderá achar a sabedoria? Onde habita o entendimento?
O homem não percebe o valor da sabedoria; ela não se encontra na terra dos viventes.
O abismo diz: ‘Em mim não está’; o mar diz: ‘Não está comigo’.
Não pode ser comprada, mesmo com o ouro mais puro, nem se pode pesar o seu preço em prata.
Não pode ser comprada nem com o ouro puro de Ofir, nem com o precioso ônix ou com safiras.
O ouro e o cristal não se comparam com ela, e é impossível tê-la em troca de jóias de ouro.
O coral e o jaspe nem merecem menção; o preço da sabedoria ultrapassa o dos rubis.
O topázio da Etiópia não se compara com ela; não se compra a sabedoria nem com ouro puro!
“De onde vem, então, a sabedoria? Onde habita o entendimento?
Escondida está dos olhos de toda criatura viva, até das aves dos céus.
A Destruição e a Morte dizem: ‘Aos nossos ouvidos só chegou um leve rumor dela’.
Deus conhece o caminho; só ele sabe onde ela habita,
pois ele enxerga os confins da terra e vê tudo o que há debaixo dos céus.
Quando ele determinou a força do vento e estabeleceu a medida exata para as águas,
quando fez um decreto para a chuva e o caminho para a tempestade trovejante,
ele olhou para a sabedoria e a avaliou; confirmou-a e a pôs à prova.
Disse então ao homem: ‘No temor do Senhor está a sabedoria, e evitar o mal é ter entendimento’ “.

Jó 28:1-28

Jó 29

Jó prosseguiu sua fala:
“Como tenho saudade dos meses que se passaram, dos dias em que Deus cuidava de mim,
quando a sua lâmpada brilhava sobre a minha cabeça e por sua luz eu caminhava em meio às trevas!
Como tenho saudade dos dias do meu vigor, quando a amizade de Deus abençoava a minha casa,
quando o Todo-poderoso ainda estava comigo e meus filhos estavam ao meu redor,
quando as minhas veredas se embebiam em nata e a rocha me despejava torrentes de azeite.
“Quando eu ia à porta da cidade e tomava assento na praça pública;
quando, ao me verem, os jovens saíam do caminho, e os idosos ficavam de pé;
os líderes se abstinham de falar e com a mão cobriam a boca.
As vozes dos nobres silenciavam, e suas línguas colavam-se ao céu da boca.
Todos os que me ouviam falavam bem de mim, e quem me via me elogiava,
pois eu socorria o pobre que clamava por ajuda, e o órfão que não tinha quem o ajudasse.
O que estava à beira da morte me abençoava, e eu fazia regozijar-se o coração da viúva.
A retidão era a minha roupa; a justiça era o meu manto e o meu turbante.
Eu era os olhos do cego e os pés do aleijado.
Eu era o pai dos necessitados, e me interessava pela defesa de desconhecidos.
Eu quebrava as presas dos ímpios e dos seus dentes arrancava as suas vítimas.
“Eu pensava: ‘Morrerei em casa, e os meus dias serão numerosos como os grãos de areia.
Minhas raízes chegarão até as águas, e o orvalho passará a noite nos meus ramos.
Minha glória se renovará em mim, e novo será o meu arco em minha mão’.
“Os homens me escutavam em ansiosa expectativa, aguardando em silêncio o meu conselho.
Depois que eu falava, eles nada diziam; minhas palavras caíam suavemente em seus ouvidos.
Esperavam por mim como quem espera por uma chuvarada, e bebiam minhas palavras como quem bebe a chuva da primavera.
Quando eu lhes sorria, mal acreditavam; a luz do meu rosto lhes era preciosa.
Era eu que escolhia o caminho para eles, e me assentava como seu líder; instalava-me como um rei no meio das suas tropas; eu era como um consolador dos que choram.

Jó 29:1-25

Leitura feita por Rodrigo Campos, da Bíblia na Nova Versão Internacional

Se quiser receber o áudio das leituras diariamente em seu Whatsapp, solicite isso através do número 18-997358253

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: