Ir para conteúdo
Anúncios

Bíblia Toda em 1 Ano – Dia 19/05 – Jó 19-23 – NVI

Jó 19

Então Jó respondeu:
“Até quando vocês continuarão a atormentar-me, e a esmagar-me com palavras?
Vocês já me repreenderam dez vezes; não se envergonham de agredir-me!
Se é verdade que me desviei, meu erro só interessa a mim.
Se de fato vocês se exaltam acima de mim e usam contra mim a minha humilhação,
saibam que foi Deus que me tratou mal e me envolveu em sua rede.
“Se grito: É injustiça! Não obtenho resposta; clamo por socorro, todavia não há justiça.
Ele bloqueou o meu caminho, e não consigo passar; cobriu de trevas as minhas veredas.
Despiu-me da minha honra e tirou a coroa de minha cabeça.
Ele me arrasa por todos os lados, enquanto eu não me vou; desarraiga a minha esperança como se arranca uma planta.
Sua ira acendeu-se contra mim; ele me vê como inimigo.
Suas tropas avançam poderosamente; cercam-me e acampam ao redor da minha tenda.
“Ele afastou de mim os meus irmãos; até os meus conhecidos estão longe de mim.
Os meus parentes me abandonaram e os meus amigos esqueceram-se de mim.
Os meus hóspedes e as minhas servas consideram-me estrangeiro; vêem-me como um estranho.
Chamo o meu servo, mas ele não me responde, ainda que eu lhe implore pessoalmente.
Minha mulher acha repugnante o meu hálito; meus próprios irmãos têm nojo de mim.
Até os meninos zombam de mim, e dão risada quando apareço.
Todos os meus amigos chegados me detestam; aqueles a quem amo voltaram-se contra mim.
Não passo de pele e ossos; só escapei com a pele dos meus dentes.
“Misericórdia, meus amigos! Misericórdia! Pois a mão de Deus me feriu.
Por que vocês me perseguem como Deus o faz? Nunca vão saciar-se da minha carne?
“Quem dera as minhas palavras fossem registradas! Quem dera fossem escritas num livro,
fossem talhadas a ferro no chumbo, ou gravadas para sempre na rocha!
Eu sei que o meu Redentor vive, e que no fim se levantará sobre a terra.
E depois que o meu corpo estiver destruído e sem carne, verei a Deus.
Eu o verei, com os meus próprios olhos; eu mesmo, e não outro! Como anseia no meu peito o coração!
“Se vocês disserem: ‘Vejamos como vamos persegui-lo, pois a raiz do problema está nele’,
melhor será que temam a espada, porquanto por meio dela a ira lhes trará castigo, e então vocês saberão que há julgamento”.

Jó 19:1-29

Jó 20

Então Zofar, de Naamate, respondeu:
“Agitam-se os meus pensamentos e levam-me a responder porque estou profundamente perturbado.
Ouvi uma repreensão que me desonra, e o meu entendimento faz-me contestar.
“Certamente você sabe que sempre foi assim, desde a antigüidade; desde que o homem foi posto na terra,
o riso dos maus é passageiro, e a alegria dos ímpios dura apenas um instante.
Mesmo que o seu orgulho chegue aos céus e a sua cabeça toque as nuvens,
ele perecerá para sempre, como o seu próprio excremento; os que o tinham visto perguntarão: ‘Onde ele foi parar? ’
Ele voa e vai-se como um sonho, para nunca mais ser encontrado, banido como uma visão noturna.
O olho que o viu não o verá mais, nem o seu lugar o tornará a ver.
Seus filhos têm que indenizar os pobres; ele próprio, com suas mãos, terá que refazer sua riqueza.
O vigor juvenil que enche os seus ossos jazerá com ele no pó.
“Mesmo que o mal seja doce em sua boca e ele o esconda sob a língua,
mesmo que o retenha na boca para saboreá-lo,
ainda assim a sua comida azedará no estômago; e será como veneno de cobra em seu interior.
Ele vomitará as riquezas que engoliu; Deus fará seu estômago lançá-las fora.
Sugará veneno de cobra; as presas de uma víbora o matarão.
Não terá gosto na contemplação dos regatos, e dos rios que vertem mel e nata.
Terá que devolver aquilo pelo que lutou, sem aproveitá-lo, e não desfrutará dos lucros do seu comércio.
Sim, pois ele tem oprimido os pobres e os tem deixado desamparados; apoderou-se de casas que não construiu.
“Certo é que a sua cobiça não lhe trará descanso, e o seu tesouro não o salvará.
Nada lhe restou para devorar; sua prosperidade não durará muito.
Em meio à sua fartura, a aflição o dominará; a força total da desgraça o atingirá.
Quando ele estiver de estômago cheio, Deus dará vazão às tremendas chamas de sua ira, e sobre ele despejará o seu furor.
Se escapar da arma de ferro, o bronze da sua flecha o atravessará.
Ele o arrancará das suas costas, a ponta reluzente saindo do seu fígado. Grande pavor virá sobre ele;
densas trevas estarão à espera dos seus tesouros. Um fogo não assoprado o consumirá e devorará o que sobrar em sua tenda.
Os céus porão à mostra a sua culpa; a terra se levantará contra ele.
Uma inundação arrastará a sua casa, águas avassaladoras, no dia da ira de Deus.
Esse é o destino que Deus dá aos ímpios, é a herança designada por Deus para eles”.

Jó 20:1-29

Jó 21

Então Jó respondeu:
“Escutem com atenção as minhas palavras; seja esse o consolo que vocês haverão de dar-me.
Suportem-me enquanto eu estiver falando; depois que eu falar poderão zombar de mim.
“Acaso é dos homens que me queixo? Por que não deveria eu estar impaciente?
Olhem para mim, e ficarão atônitos; tapem a boca com a mão.
Quando penso nisso, fico aterrorizado; todo o meu corpo se põe a tremer.
Por que vivem os ímpios? Por que chegam à velhice e aumentam seu poder?
Eles vêem os seus filhos estabelecidos ao seu redor, e os seus descendentes diante dos seus olhos.
Seus lares estão seguros e livres de medo; a vara de Deus não os vem ferir.
Seus touros nunca deixam de procriar; suas vacas dão crias e não abortam.
Eles soltam os seus filhos como um rebanho; seus pequeninos põem-se a dançar.
Cantam, acompanhando a música do tamborim e da harpa; alegram-se ao som da flauta.
Passam a vida na prosperidade e descem à sepultura em paz.
Contudo, dizem eles a Deus: ‘Deixa-nos! Não queremos conhecer os teus caminhos.
Quem é o Todo-poderoso, para que o sirvamos? Que vantagem nos dá orar a ele? ’
Mas não depende deles a prosperidade de que desfrutam; por isso fico longe do conselho dos ímpios.
“Pois, quantas vezes a lâmpada dos ímpios se apaga? Quantas vezes a desgraça cai sobre eles, o destino que em sua ira Deus lhes dá?
Quantas vezes o vento os leva como palha, e o furacão os arrebata como cisco?
Dizem que Deus reserva o castigo de um homem para os seus filhos. Que ele mesmo o receba, para que aprenda a lição!
Que os seus próprios olhos vejam a sua ruína; que ele mesmo beba da ira do Todo-poderoso!
Pois, que lhe importará a família que deixa atrás de si quando chegar ao fim os meses que lhe foram destinados?
“Haverá alguém que o ensine a conhecer a Deus, uma vez que ele julga até os de mais alta posição?
Um homem morre em pleno vigor, quando se sentia bem e seguro,
tendo o corpo bem nutrido e os ossos cheios de tutano.
Já outro morre tendo a alma amargurada, sem nada ter desfrutado.
Um e outro jazem no pó, ambos cobertos de vermes.
“Sei muito bem o que vocês estão pensando, as suas conspirações contra mim.
‘Onde está agora a casa do grande homem? ’, vocês perguntam. ‘Onde a tenda dos ímpios? ’
Vocês nunca fizeram perguntas aos que viajam? Não deram atenção ao que contam?
Que o mau é poupado da calamidade, e que do dia da ira recebe livramento?
Quem o acusa lançando em rosto a sua conduta? Quem lhe retribui pelo mal que fez?
Pois o levam para o túmulo, e sobre a sua sepultura se mantém vigilância.
Para ele é macio o terreno do vale; todos o seguem, e uma multidão incontável o precede.
“Por isso, como podem vocês consolar-me com esses absurdos? O que sobra das suas respostas é pura falsidade! ”

Jó 21:1-34

Jó 22

Então, de Temã, Elifaz respondeu:
“Pode alguém ser útil a Deus? Mesmo um sábio, pode ser-lhe de algum proveito?
Que prazer você daria ao Todo-poderoso se você fosse justo? Que é que ele ganharia se os seus caminhos fossem irrepreensíveis?
“É por sua piedade que ele o repreende e lhe faz acusações?
Não é grande a sua maldade? Não são infindos os seus pecados?
Sem motivo você exigia penhores dos seus irmãos; você despojava das roupas os que quase nenhuma tinham.
Você não deu água ao sedento e reteve a comida do faminto,
sendo você poderoso, e dono de terras, delas vivendo, e honrado diante de todos.
Você mandou embora de mãos vazias as viúvas e quebrou a força dos órfãos.
Por isso está cercado de armadilhas e o perigo repentino o apavora.
Também por isso você se vê envolto em escuridão que o cega, e o cobrem as águas, em tremenda inundação.
“Não está Deus nas alturas dos céus? E em que altura estão as estrelas mais distantes!
Contudo você diz: ‘Que é que Deus sabe? Poderá julgar através de tão grande escuridão?
Nuvens espessas o cobrem, e ele não pode nos ver, quando percorre a abóbada dos céus’.
Você vai continuar no velho caminho que os perversos palmilharam?
Estes foram levados antes da hora; seus alicerces foram arrastados por uma enchente.
Eles disseram a Deus: ‘Deixa-nos! Que é que o Todo-poderoso poderá fazer conosco? ’
Contudo, foi ele que encheu de bens as casas deles; por isso fico longe do conselho dos ímpios.
“Os justos vêem a ruína deles, e se regozijam; os inocentes zombam deles, dizendo:
‘Certo é que os nossos inimigos foram destruídos, e o fogo devorou a sua riqueza’.
“Sujeite-se a Deus, fique em paz com ele, e a prosperidade virá a você.
Aceite a instrução que vem da sua boca e ponha no coração as suas palavras.
Se você voltar-se para o Todo-poderoso, voltará ao seu lugar: Se afastar da sua tenda a injustiça,
lançar ao pó as suas pepitas, o seu ouro puro de Ofir às rochas dos vales,
o Todo-poderoso será o seu ouro, será para você prata seleta.
É certo que você achará prazer no Todo-poderoso e erguerá o rosto para Deus.
A ele orará, e ele o ouvirá, e você cumprirá os seus votos.
O que você decidir se fará, e a luz brilhará em seus caminhos.
Quando os homens forem humilhados e você disser: ‘Levanta-os! ’, ele salvará o abatido.
Livrará até o que não é inocente, que será liberto graças à pureza que há nas suas mãos”.

Jó 22:1-30

Jó 23

Então Jó respondeu:
“Até agora me queixo com amargura; a mão dele é pesada, a despeito de meu gemido.
Se tão-somente eu soubesse onde encontrá-lo e ir à sua habitação!
Eu lhe apresentaria a minha causa e encheria a minha boca de argumentos.
Estudaria o que ele me respondesse e analisaria o que me dissesse.
Será que ele se oporia a mim com grande poder? Não, ele não me faria acusações.
O homem íntegro poderia apresentar-lhe sua causa; eu seria liberto para sempre de quem me julga.
“Mas, se vou para o oriente, lá ele não está; se vou para o ocidente, não o encontro.
Quando ele está em ação no norte, não o enxergo; quando vai para o sul, nem sombra dele eu vejo!
Mas ele conhece o caminho por onde ando; se me puser à prova, aparecerei como o ouro.
Meus pés seguiram de perto as suas pegadas; mantive-me no seu caminho, sem desviar-me.
Não me afastei dos mandamentos dos seus lábios; dei mais valor às palavras de sua boca, do que ao meu pão de cada dia.
“Mas ele é ele! Quem poderá fazer-lhe oposição? Ele faz o que quer.
Executa o seu decreto contra mim, e tem muitos outros semelhantes.
Por isso fico apavorado diante dele; pensar nisso me enche de medo.
Deus fez desmaiar o meu coração; o Todo-poderoso causou-me pavor.
Contudo não fui silenciado pelas trevas, pelas densas trevas que cobrem o meu rosto.

Jó 23:1-17

Leitura feita por Rodrigo Campos, da Bíblia na Nova Versão Internacional

Se quiser receber o áudio das leituras diariamente em seu Whatsapp, solicite isso através do número 18-997358253

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: