Ir para conteúdo
Anúncios

Meu Livro Aberto #1 – Ezequiel Covatti

A Mudança

É difícil pensar em mudança quando repetimos diariamente as mesmas rotinas sem tentar algo novo. É difícil procurar novas respostas quando fazemos sempre às mesmas perguntas. Mudar doí. Mudar nos faz entender que algo em nossa vida não está certo ou não está como deveria e por isso necessita de uma nova visão e esse entendimento de que somos falhos e necessitamos de uma “alteração” mexe com o nosso intimo, afinal de contas, nos achamos seres perfeitos e donos da verdade.

Há quem diga que sabe de tudo e que é apto para resolver qualquer situação, mas se perde completamente quando qualquer coisa foge das suas mãos controladoras que gostam de fazer tudo a sua maneira.

Mudar é aceitar que outras pessoas pensam diferente e que isso não te torna “a pessoa certa ou errada”, só te faz ter uma opinião própria. Não é fácil aceitar que não sabemos de tudo e que os outros podem pensar diferente de nós. É bem melhor quando tudo é feito “a minha maneira”, do jeitinho que eu gosto.

Durante todo o período em que decidi sair do meu país e tentar algo novo longe dali, ano após ano, diferentes pessoas tomaram conhecimento desse fato. Algumas acompanharam desde o inicio, outras porém, apenas dias antes da viagem.

E é interessante como são feitos os julgamentos baseados naquilo que você acredita ser o certo, mesmo que não se tenha conhecimentos ou embasamento em expôr aquela ideia. Simplesmente falamos coisas como: “vai desistir em um mês”, “como alguém larga tudo do dia pra noite”, “eu jamais faria isso”, “torço por você”, “queria ser como você”.

O julgamento é feito baseando nos nossos sentimentos mais íntimos, sejam eles positivos ou negativos e isso pode ferir algumas pessoas, pode interferir nas atitudes que você pretendia tomar em busca de alguma mudança. Pra mim? Tudo OK!

Há algum tempo percebi que para conquistar as mudanças que eu queria para a minha vida eu precisava ser o agente dessa mudança, eu precisava começar de dentro pra fora. Por muito tempo acreditei que quando nascemos nosso DNA nos define em quem somos o que somos e como somos. Mas depois eu percebi que ele só nos dá as ferramentas para que nós mesmos moldemos nosso caráter durante toda nossa existência.

Entendi que não somos seres estáticos e sim em constante evolução. Que o que era certo hoje, amanhã pode não ser e principalmente que nunca é tarde para mudar.
Sabe aquele dia que você acorda de saco cheio com o mundo a sua volta, seja o seu trabalho, o seu relacionamento que há muito tempo não anda bem, aquela viagem que você fica adiando ano após ano é nesse dia, exatamente nesse dia, que você precisa virar a chave.

Porque é quando estamos mais frágeis que buscamos forças, que às vezes nem sabíamos existir, para resolver nossos maiores problemas.

A mudança por menor que seja sempre irá gerar um certo desconforto inicial, mas o mais gratificante é perceber que você conseguiu sair da sua zona de conforto e deu um passo adiante na sua história. Entender que a sua existência não se limita a nascer, aprender, trabalhar e morrer. Existe muita vida fora dessa bolha em que somos sentenciados a viver por toda a eternidade.

Há quem diga que eu seja louco, um sonhador, que não leve a vida a sério. Se engana quem pensa assim. Minha vida é meu bem mais precioso e decidi vivê-la intensamente. Decidi apreciar diariamente novas experiências e buscar novos desafios. Escolhi viver o hoje para que eu possa ter um amanhã sem arrependimentos e um ontem de histórias para contar.

Entendi que quando falhar, eu devo reconhecer e buscar melhorar e se algo não sair como eu planejar, não tenho vergonha de voltar atrás e dizer que falhei. Não tenho medo de não conseguir, tenho medo de não tentar.

Mudar eu mudo todo dia, às vezes de cidade, às vezes de emprego, de foco, de sonho, o que eu não deixo é de arriscar. O que eu não deixo é de fazer a diferença na minha vida e se possível a todos ao meu redor. Se eu puder ensinar e aprender com os meus erros e acertos a minha história vai ter algum significado, vai ter valido apena.

E se um dia eu perceber que tudo isso não me levou a lugar nenhum, eu acerto minha rota, escolho novos caminhos, eu mudo!

Ezequiel Covatti
zikecovatti@gmail.com

Ezequiel Covatti
Anúncios

2 comentários em “Meu Livro Aberto #1 – Ezequiel Covatti Deixe um comentário

  1. Adorei o texto. Estou caminhando com essa perspectiva “A mudança por menor que seja sempre irá gerar um certo desconforto inicial, mas o mais gratificante é perceber que você conseguiu sair da sua zona de conforto e deu um passo adiante na sua história.”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: