resolvi criticar-me.
eu, cheio de mim
às vezes de persona egoísta
mas não egocêntrico.
me vejo mais como antagonista
sou ao menos autêntico.
de tendência um tanto auto-destrutiva
eu tento ser realista
e juro que quando critico a mim
não estou sendo narcisista.
não digo mentiras
mas não deixam de ser inverdades.

João Vitor Ricci
joaoogeda@gmail.com
joão vitor

 

Escrito por Rodrigo Campos

Um caminhante que está disposto a aprender com os erros e acertos, refletindo quais são as verdadeiras importâncias da vida e sua essência!

5 comentários

  1. Muito bem!!!! As palavras ganham intensidade na sua poesia. Palavras bem ditas, demonstradoras de um domínio da língua admirável, prIncipalmente por tratar-se de um adolescente. Parabéns, João Vitor. Prossiga nos brindando com suas reflexões.

  2. Antes de tudo, agradeço os comentários positivos que enaltecem minha poesia; o texto é uma auto-crítica, é como se eu estivesse assumindo meus erros. “Sapere” é uma palavra italiana que tem o significado de “Saber”, isso evidencia ao leitor que estaria falando de minha pessoa.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: