Ir para conteúdo
Anúncios

Os cegos veem

Pessoas de pouco estudo pouco tem a ensinar, pensam boa parte dos eruditos. Ledo engano! Embora sejam “cegos” ao requintado arsenal de conhecimentos acadêmicos, pessoas comuns aprendem de outras formas na escola da vida. São cegos que veem! Essa disputa orgulhosa de estudiosos contra os ignorantes não é nova, tampouco está perto de acabar.

A maior parte dos discípulos de Jesus eram iletrados, comuns, do povo, sem nenhum tipo de vantagem na instrução. Eram pessoas simples e com um coração responsivo, dispostas a aprender.

Quando Pedro e João explicaram ao povo o fenômeno ocorrido no meio da festa de Pentecostes, a reação foi essa:

“Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus. Atos 4:13

Eles eram iletrados do tipo de conhecimento que os homens mais valorizam, mas era absolutamente instruídos no nível de conhecimento e experiência do qual Jesus valorizava. Isso significa que os estudos (do tipo acadêmico) são opostos a Jesus? De forma alguma. O que estou dizendo é que, ao mesmo tempo que devemos valorizar o conhecimento obtido por meio dos livros e dos cursos formais, não podemos subestimar o fato de que a vida se dá na prática, nas decisões, na entrega, na observação ativa da realidade, na experiência do cotidiano, e por isso, ela por si só é escola para quem quiser aprender com ela.

A dor ensina, os ciclos naturais ensinam, o comportamento humano ensina, a trama de erros e acertos ensina, as oportunidades ensinam, a realidade da morte ensina, as relações humanas ensinam, os fenômenos da natureza ensinam, a fé também ensina!

Você já deve ter conhecido pessoas que apesar de não serem formados em nada formalmente, eram exemplos de humanos sobre a terra. E eu, particularmente, já conheci muitos instruídos e reconhecidos socialmente por isso, que se tornaram como diabos existenciais, cegos no entendimento e naquilo que nos caracteriza como humanos. Nem sempre instrução significa amor, justiça, bondade e caráter aprovável.

O meu povo perece por falta de conhecimento, e esse conhecimento não é “informação”, mas sim falta, antes de tudo, de sabedoria! Saber utilizar a informação que possui transformando-a em bem comum. Esse é o verdadeiro conhecimento.

O próprio Jesus disse que Deus não escolheu muitos sábios e entendidos, nos padrões deste mundo. Em geral, nossos “sábios e entendidos” são arrogantes, cheios de pompa, exibem o que sabem como um troféu, querem tratamento diferenciado, se fecharam para novos conhecimentos, usam do conhecimento que possuem para humilhar, calar o outro, inibir a entrega simples da fé em Deus, por tornarem a fé no seu próprio entendimento auto-suficiente.

Um dos versículos mais distorcidos em nossos dias é aquele que diz que “Maldito é o homem que confia no homem, que faz da sua humanidade mortal a sua força”. A maioria dos que vejo declamando esse versículo, o fazem tentando argumentar sobre uma suposta orientação para que não confiemos uns nos outros. Que pecado afirmar uma coisa dessas! Esses, se esquecem de ler o contexto inteiro e perceber que nada é tão simples quanto o que está dito ali: vai de mal a pior todo ser humano que acha que sozinho, confiando apenas na sua própria capacidade, intelectualidade, sabedoria, conhecimento, força consegue chegar lá. O oposto disso se vê nos versículos subsequentes: Bendito é o homem que confia no Senhor! Quem assim se entrega, ainda que esteja cego, verá, ainda que esteja aleijado, andará, ainda que esteja mudo, falará, ainda que esteja morto viverá! Pois, o poder de Deus se aperfeiçoa na sua fraqueza, e principalmente na consciência de que são fracos! E de fato somos.

Não é essa a mensagem de Jesus?! Creiam em mim, eu sou a ressurreição e a vida!

Eu poderia me delongar falando da igreja citada no Apocalipse que se achava rica, mas era pobre, e caminhar por todas as suas percepções equivocadas, mas decido parar por aqui. Encerro apenas com uma pergunta: Você é um cego que vê ou um portador de olhos que não enxerga?

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

 

 

Anúncios

Um comentário em “Os cegos veem Deixe um comentário

  1. Pelo que entendi é preferível ser um cego que vê.
    Depois de ler esse texto, minha responsabilidade de não agir como alguém que acha que detém algum conhecimento aumenta mais ainda.
    Salomão sabia bem o que dizia quando constatou que quanto maior a sabedoria maior o sofrimento e quanto maior o conhecimento maior o desgosto.
    Quero aprender enquanto caminho, uma caminhante aprendiz sempre.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: