Ir para conteúdo
Anúncios

FakeLove

O amor é o assunto mais falado em épocas de final de ano. Há um enxame de mensagens do tipo: “Natal é amar”, “o amor é o verdadeiro sentido do Natal”, “Deus nos ama”, “precisamos nos amar”, etc. Reuniões, trocas de presente, viagens de descanso, ceias abastadas e luzes decoram em todos os cantos, criando o ambiente perfeito. Particularmente, é o momento do ano que mais gosto! Fico bastante envolvido com as festas, as reflexões e tudo o que compõe a cultura natalina.

Mas, e sempre tem um “mas”, é preciso ser realista: muito do que acontece no Natal em família, é apenas amor de brincadeira, uma encenação que durará poucos dias, as fofocas voltam, a raiva se restabelece, os defeitos voltar a aparecer, o tal “espírito” natalino vai embora e o “normal” toma o lugar do “especial”.

Felizmente, com algumas pessoas não acontece assim, mas infelizmente, boa parte da realidade acaba de ser descrita no parágrafo acima. Falo isso porque o amor é radicalmente demandador de decisões sérias e difíceis, não é uma história que engana as crianças. O amor requer nobreza de caráter, não é uma melodia do mundo de Walt Disney. O amor leva a gente a sangrar, a perdoar erros difíceis de se encarar, a fazer o bem pra gente que a gente normalmente não faria, a notar pessoas que normalmente a gente deixaria passar desapercebido.

Amor é coisa de gente grande, de pessoas cuja inteligência emocional superou a criancice de se achar o centro do universo, de se perceber como superior ao outro por vários motivos, de ver a vida buscando milhões de formas de ser servido e reconhecido. O amor tem significado, tem uma relevância eterna, requer um jeito de ser que nos é um desafio bem maior do que qualquer outro desafio na vida.

Por isso, pode ser que o Natal seja a renovação verdadeira do amor em muitos corações, mas pode ser que seja mais um tempo de fakenews, fakecharacter, fakefrienship, fakemeetings, fakelove, fakeworld, fakeparties, ou seja, um tempo de falsificação da vida, de pura ilusão e fantasia, um tempo de “faz de conta”, o que aumenta ainda mais o vazio de sentido que habita o coração dos que estão construindo uma fakelife!

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: