Mexendo numa caixa antiga de cartas, encontrei uma que escrevi no dia 29/05/2008 às 20h21min para aquela que meses depois juraria amor e fidelidade a mim até que a morte nos separe. Quis compartilhar o conteúdo dessa carta, apenas para fazer menção ao fato de que o tempo passou e o meu amor por ela continua crescendo e os desafios profetizados na carta continuam sendo enfrentados diariamente com a melhor consciência possível. Assista a leitura integral da carta.

 

1234

 

 

1 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: