O que é preciso para amar um outro semelhante?
Virtudes? Ser alguém especial? Ter uma vida exemplar?
Amor só é amor quando não se condiciona,
Quando se manifesta independentemente do amado.
Afinal de contas, o que um filho tem para que o amemos desde criança?
Quais suas virtudes? Que exemplaridade pode ser vista?
E o amor de Deus à sua criação? Deus amou o mundo de tal maneira…
Ele abriu as portas a quem quiser entrar por ela.
O amor constrói pontes, aproxima pessoas, reconcilia os hostilizados.
O amor promove encontros, o amor abraça o outro sem perguntar nada.
Só o amor restaura corações quebrados, revitaliza almas marcadas pela maldade.
Amor é uma explosão de graça, misericórdia e generosidade
Por isso ele é dispensado até aos inimigos, odiosos e perseguidores.
Quem poderia se dizer merecedor do amor de outro alguém?
Quem teria a petulância de exigir o amor do outro por causa de seus dons?
Um pouco de auto-conhecimento é suficiente para cair em si.
E se não consegue enxergar a própria maldade, ouça Jesus dizer: “vós que sois maus”.
Aos mesmo tempo que diz: “eu vos amo”.

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: