Ir para conteúdo
Anúncios

Vulnerável

Compreensão? Não! Julgamento.
Ajuda? Não! Afastamento.
Carinho? Não! Desvio de rota.
Paciência? Não! Cobrança.

Há dias em que o sol parece fraco, a comida sem sabor, o descanso causador de cansaço, a reflexão imensamente entupida nas percepções, os sentimentos como um mar revoltado.

Há situações em que eu gostaria de parar tudo o que estou fazendo e só encontrar tranquilidade, paz, serenidade, refrigério, vento fresco na alma. Mas o tempo não para, o conserto das coisas tem que ser feito enquanto se caminha, as contas não param de chegar, as expectativas se acumulam toda hora.

Estar vulnerável, em estado de estafe mental dá a sensação de que a única solução é procurar um buraco pra se esconder, pra ficar quietinho, no silêncio, já que do lado de fora, na maioria das vezes, o que se encontra é: E aí? Como vai? Esperando a resposta: Tudo bem! Mas, não está tudo bem!

De vez em quando a gente  tem a sorte de encontrar um abraço curador, um beijo acalmador, um gesto acalentador, uma palavra que nos faz lavar o espírito angustiado, um anjo que nos carrega nos braços e nos faz voar pra bem longe das preocupações do momento. 

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: