Ir para conteúdo
Anúncios

É tempo de mergulhar mais profundo!

Você já se sentiu superficial demais? À margem do que poderia ser? Como se a média fosse o bastante? Como se o básico fosse o bastante? Já se sentiu atuando apenas na “epiderme” das percepções? Usando o linguajar mais elementar possível? Fazendo sínteses apressadas quase sempre resumindo os assuntos? Sem se valer de pesquisas um pouco mais apuradas? É assim que me sinto!

É maravilhoso ficar na praia, brincar na areia, molhar os pés e calcanhares nos níveis mais raros das águas, mas isso não se compara a conhecer os cardumes, mergulhar no profundo, desvendar os mistérios, encontrar os navios afundados, explorar a história lançada no fundo do mar. É preciso ir lá, onde habitam os tubarões, os golfinhos e as baleias. É preciso viver a experiência de onde não dá pé, onde só é possível se guiar pela fé, pelos sinais naturais da graça de Deus, pelo norte assinalado por aquilo que expressa os atributos invisíveis de Deus.

É uma delícia provar do leite materno, mas quão bom é poder comer também um churrasco, uma feijoada, um acarajé apimentado, um camarão bem gratinado. Se somos capazes de “aguentar o tranco” de realidades mais intensas, por que ficar na zona de conforto? Se temos estrutura pra suportar aventuras que implicam em alguns riscos, por que nos resumirmos ao sofá, TV e Netflix?

É hora de tirar a bunda da cadeira, não mais economizar esforços, é tempo de estudar de verdade, de ir além dos 144 caracteres do Twitter e dos poucos segundos dos “stories”. É tempo de abrir os livros densos, cheios de páginas, repletos de desafios. É tempo de achar o tempo que tanto falta, de fazer aquilo que tanto se almeja e do qual a gente sempre reclama: bem que eu queria… se eu tivesse tempo… eu até comprei, mas não li… eu até posso, mas não tenho feito… etc.

Tal qual ligar o chuveiro com água gelada, esperar 3 segundos e se lançar sem arrependimentos onde as águas lhe tocam, é tempo de avançar de vez na direção naquilo que tocam o profundo do nosso ser, dos nossos traumas, das nossas mazelas, dos desajustes mais viscerais.

Você vem comigo? Se decidir que sim, será uma alegria e um privilégio tê-lo (a) ao meu lado!

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
IMG_jix4hv
Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: