Ir para conteúdo
Anúncios

Um homem que tocou muitas vidas, por Wayne Jacobsen

Eu acabo de saber que Eugene Peterson, autor de “A Mensagem” e inúmeros outros livros partiu para a eternidade hoje. Eu fui tocado por muitos de seus livros, mas muito mais pelo seu exemplo como um homem profundamente comprometido com as verdades de Deus, enquanto se tornava um homem generoso e compassivo no mundo.

Eu tive uma oportunidade de estar com o Eugene no passado, nos anos 80, e eu posso verdadeiramente dizer isso: Eu nunca conheci um homem tão genuíno que tenha vivido de forma prática tudo o que escreveu, quanto ele.

Eu também estive com ele por um tempo em sua casa em Montana, depois que o livro “A Cabana” foi publicado, sou grato por suas palavras tão generosas acerca daquele livro, o que ajudou que ele encontrasse credibilidade para com aqueles que estavam em dúvida acerca do que pensar com a história do livro. Quando ele quis algumas cópias do livro, eu ofereci enviar para ele um conjunto de livros de forma gratuita em gratidão às palavras de endosso dele. Ele se recusou a receber gratuitamente, querendo pagar por elas, me dizendo que ele sempre quis dar suporte à pessoas em quem ele acreditava.

Eu amo tantas coisas no livro “A Mensagem” e a forma como ele expressou na linguagem contemporânea o poder e as verdades das escrituras. É uma tradução que eu costumo citar e sua forma de “aprender os ritmos não forçados da graça”, é tão bom quanto sua linguagem. Uma das histórias mais engraçadas que eu já li foi sua ilustração aberta no estudo de Jonas (no livro “Sob A Planta Imprevisível”. Por mais engraçada que tenha sido essa história, ela terminou com essa desalentadora advertência: “As pessoas que me ordenaram e assumiram a responsabilidade pelo meu trabalho estavam interessadas em relatórios financeiros, gráficos de comparecimento, planejamento de programas, mas eles não estavam interessados em mim”.

Minha história favorita sobre ele veio de um amigo que o convidou para vir e ensinar em sua convenção anual da sua denominação:

Eugene perguntou  a ele quantas pessoas ele estava esperando para o evento. Meu amigo respondeu: “Cerca de 500 pessoas”.

Eugene hesitou e finalmente concluiu que não era um convite que ele deveria aceitar.
Meu amigo ficou um pouco irritado pensando que Eugene não havia considerado aquele público significantemente suficiente e deixou que sua frustração o levasse a fazer uma pergunta a ele: “Quantas pessoas são necessárias para que Eugene Peterson fale?”

“Desculpe”, Eugene respondeu. “Você não me compreendeu direito. Eu tenho descoberto que eu sou mais efetivo em grupos de 25 pessoas ou menos. Se você puder juntar um grupo desse tamanho, eu amaria participar com vocês”.

Meu amigo ficou chocado e não poderia entender sua resposta. Eu sim, entendi perfeitamente. O aprendizado mais efetivo realmente acontece em grupos daquele tamanho.

Eu sou muito grato pela vida daquele homem, sua sabedoria e acima de tudo pela profundeza do seu caráter. Ele vai fazer muita falta aqui, sem dúvida, mas ele agora ele tem participação na glória de Cristo por toda a eternidade. Que bom, Eugene. Você enriqueceu o mundo com sua presença aqui. E eu adoraria conhecer o que Eugene sabe agora.

Wayne Jacobsen
Tradução livre, extraído do site:
https://www.lifestream.org/a-man-who-touched-many-lives/
wayne
Anúncios

Um comentário em “Um homem que tocou muitas vidas, por Wayne Jacobsen Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: