Ir para conteúdo
Anúncios

Não me dobro

Não me dobro!

A guerra é insana, as discussões estão irrelevantes, uma vez que o diálogo morreu o que sobra é apenas gritaria, maluquice, vozes autoritárias. Não me dobro! Não estou em guerra, não entrarei nessa guerra, não adianta querer me colocar em um dos lados da trincheira.

Só tem branco e preto no espectro social? Não há espaço para os azuis, verdes e lilás? Estamos todos daltônicos na alma, inflamados por nossas paixões político-ideológicas?

Não se apoie em mim, pois não me dobro!

Não tente me encaixar, não tente me simplificar. Ou lide com a complexidade das perspectivas diferentes ou viverá tentando classificar as pessoas como suas amigas (quando elas concordam com você) ou como suas inimigas (quando elas discordam). Eu não me deixo convencer por causa do volume alto das argumentações, mas sim pelo seu conteúdo, pela sua mensagem, se há coerência, se há proporcionalidade, se há sentido então a considero.

As relações se banalizaram, o Brasil se dividiu, e fica a pergunta: Quem traçou a linha separatória? Quem estabeleceu os limites de até onde eu posso ir?

A liberdade de pensar me dá poder para contrariar as minhas próprias expectativas sobre mim, adestrar os meus próprios pensamentos, sujeitar minhas próprias pulsões aos valores que creio serem verdadeiros, quanto mais as expectativas, pensamentos e pulsões alheias. Não me dobro!

Se você quiser ceder a tentação de me chamar de “isentão”, “em cima da muro”, “indeciso”, “sem posicionamento”, apenas para criar uma lógica palatável em sua mente e satisfazer o seu ego se colocando numa posição superior a mim, isso é com você e sua consciência. Cada um sabe onde caminha, como caminha e porque caminha. Não será isso que me fará me dobrar, também.

Eu não me dobro a esse apetite por sangue, por ofensas gratuitas, por injúrias e fake news, eu não me dobro a essa vontade de se fazer representar no congresso por pessoas despreparadas, que possuem background histórico de desinteresse pelo povo, corrupção, incapacidade de diálogo, despreparo para o cargo público de maior responsabilidade da nação.

Não me dobro à violência como solução, nem a projetos de poder pelo poder. Não me dobro ao “vale tudo pra ganhar”, vale até a imoralidade, a mudança da “palavra”, vale até a adaptação da “personagem”. Um ponto de interrogação está posto em ambas as candidaturas. Não me dobro a elas.

Nesse caso prefiro permanecer na oposição e é assim que me posiciono, sem me dobrar!

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
IMG_jix4hv
Onde você me encontra?
Twitter: @caminhaprendiz
Facebook: /caminhanteaprendiz 
Youtube: bit.ly/caminhanteaprendiz
Instagram @caminhanteaprendiz 
E-mail: rodrigoaccampos@hotmail.com
Whatsapp: 18-997358253

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: