Silêncio, abandono, solidão
Onde estão aqueles que saiam para se divertir?
Assistiam filmes, comiam no shopping
Parece que num instante deixaram de existir

Apatia, indiferença, sequidão
Você é um grande homem de Deus, diziam eles.
Mas, é como se num piscar de olhos
Tivesse me tornado abominável, um homem que mente

Ferido, triste, desanimado
Foi como passar num vale de sombras, à beira do abismo
Com forças me empurrando de todos os lados
Com grande esperança de me ver caído

Nascer do sol, brisa leve, canto dos pássaros
Quem diria que a noite densa passaria
Que outra vez a abundância da vida me abraçaria
E o amor ressurgiria, num instante de calmaria

IMG_20180224_075841914

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Escrito por Rodrigo Campos

Um caminhante que está disposto a aprender com os erros e acertos, refletindo quais são as verdadeiras importâncias da vida e sua essência!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: