Ir para conteúdo
Anúncios

Pensamentos Aleatórios #59

Eu só comento uma publicação (sobre política) em que: 1- Li e entendi o sentido essencial da argumentação. 2- Considero o autor da publicação disposto a conversar educadamente, discutindo ideias (sem ofensas). 3- Acredito que eu possa enriquecer a reflexão, trazendo conteúdos verdadeiros e verificáveis (portanto, preciso conhecer do que esteja pensando em falar). 4- Avalio que minhas palavras serão mais valiosas do que o meu silêncio. Quando não é assim, prefiro deixar passar

A boca sempre fala do que está cheio o coração. É assim que procuro avaliar minha própria condição interior. Observo se há equilíbrio nas minhas ponderações, se o conteúdo que falo é nocivo ou se produz luz e graça, se o fruto das minhas palavras é saúde e paz ou se é produto da raiva, rancor e de pré-julgamentos. As palavras de Jesus são espírito e vida, e as suas? E as minhas?

A atitude de achar que se basta, que não precisa de ninguém, que é auto-suficiente, que não depende de nada nem de ninguém pra lidar com o desafio da vida sempre é uma miopia psicológica e intelectual. Certa vez uma comunidade disse isso: não preciso de nada (ou ninguém); ao que Jesus respondeu: Você precisa reconhecer a realidade da sua miséria interior, o fato de que são dignos de compaixão, pobres, cegos e estão despidos (parafraseando Apocalipse 3:17). A arrogância sempre precede a ruína, já a humildade e serenidade enobrece a alma e trabalha a favor de nossa elevação!

É fato que a fé, por definição, não está presa a certos limites que a razão impõe. A razão quase sempre está casada com os padrões de fenômenos verificáveis e experimentáveis no cotidiano. A razão quase sempre me leva à lógica. É nesse sentido que a fé pode e deve ser racional, mas também deve levar a razão a um novo estágio de percepção, em que a lógica ganha novos contornos, novos alcances, novos atingimentos.

Parte dessa geração questiona fortemente as grandes instituições como a política, igreja, família e escola, em suas estruturas e modus operandi tradicional. Há uma necessidade de renovação na compreensão e prática de cada uma dessas instâncias. Que mudanças, em sua opinião, precisam ocorrer?

Em nome da “liberdade de expressão”, muito se dão o direito de serem injustos em suas declarações, fazendo afirmações categóricas de pessoas que nem conhecem, como se fossem íntimos. Especialmente se você se diz seguidor de Jesus, vai um conselho: cuidado com as palavras e com os julgamentos precipitados, tenha temor de Deus e freie a sua língua para não ser injusto com seu próximo.

A mágoa faz a gente distorcer os fatos, dar certas ênfases que nem sempre correspondem com a realidade. Não é bom levar a sério as palavras de alguém ferido. Quando a ferida cicatrizar e as sínteses inteligentes forem feitas, todo exagero terá passado! Dê tempo ao tempo!

É comprovado que nós, seres humanos, somos incapazes de fazermos muitas tarefas ao mesmo tempo e darmos toda a atenção e qualidade devida a todas elas! Estudos revelam que o ser humano de décadas passadas tinha uma capacidade de concentração muito maior do que o humano da revolução digital (nossa geração). O esforço para canalizar nossos pensamentos em determinadas direções (em atividades realmente úteis e relevantes para o nosso desenvolvimento como pessoa) é uma disciplina a ser adquirida e exercitada por cada um de nós.

Ninguém consegue convencer o outro pela força. Gritaria, agressão, ofensa nunca faz o outro mudar de ideia. Por isso, o diálogo sempre é o melhor caminho! Sem diálogo o que sobra é a tentativa de “estupro”.

Não preciso saber tudo o que acontece no mundo, por isso, devo me concentrar naquilo que considero mais essencial e possível de me acrescentar algo para além da mera informação. Não tenho tempo pra responder tudo e todos nas redes sociais, me concentro em dialogar o que de fato possa instruir e edificar ambos.

IMG_20180224_075841914

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: