Ir para conteúdo
Anúncios

Vejo o Céu pela Janela

Vejo o céu pela janela, escuro, mas ao mesmo tempo, iluminado. Ahh sim, a lua e suas estrelas. Brilham distantes na imensidão. Como se me observassem, paradas e em silêncio. É como se eu procurasse respostas no brilho das estrelas. Como se a luz da lua pudesse me trazer aquilo que procuro… E o silêncio… Ele sussurra aos meus ouvidos, como se cantasse uma canção que jamais será ouvida. Mas por algum motivo permaneço ali, aguardando… Esperando encontrar o que jamais será encontrado. Tentando alcançar o inalcançável. Flertando com a lua e seu brilho. Me pego tecendo versos para ela, pedindo as estrelas alguma dica, algo que possa fazê-la exaltar em alegria e brilhar assim como a lua… Vejo então o seu rosto. Por um segundo fecho os olhos e posso senti-la. Seu perfume, seu jeito, seu sorriso. Na mesma hora quero roubar o brilho das estrelas e o esplendor da lua para te dar. Para que guarde sempre contigo e quando a escuridão lhe alcançar, você possa iluminar a tua vida, assim como a lua e as estrelas fazem com a noite. Fecho a janela… Escuro… Sem brilho e sem luz… Mas você permanece ali, diante de mim, mas ao mesmo tempo distante igual as estrelas, igual à lua…

Ezequiel Covatti
zikecovatti@gmail.com

Ezequiel Covatti

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: