Ir para conteúdo
Anúncios

Generosidade como estilo de vida

Onde concentram-se nossas energias? Trabalho, estudos, diversão, relacionamentos, um pouco de cada coisa? Numa sociedade capitalista como a nossa, caracterizada pela busca desenfreada por riquezas materiais, como símbolo de sucesso e felicidade, pouco se percebe o valor inestimável de se buscar a generosidade como estilo de vida. Generosidade é, na minha concepção, a arte de se disponibilizar e ser útil para os outros com seus dons, tempo, recursos e esforços!

Uma pessoa generosa é uma espécie de hospital ambulante, que busca soluções para a tristeza, angústia, crise pessoal e necessidades dos outros, sem barganhas, sem aqueles pensamentos do tipo: será que vale a pena, será que ele (a) merece, etc. Generosidade é promover o outro sem medo de se tornar “menor” ou “inferior”, por justamente não pensar sob a lógica da competição.

O generoso é como Jesus: alimenta multidões com pães e peixes, mesmo sabendo que meses depois gritariam: Crucifica-o! A generosidade é algo que parte muito mais do generoso ou de condições externas e avaliações pre-concebidas. É como a chuva que cai sobre bons e maus, indistintamente. Certa vez Paulo, escrevendo a Timóteo disse:

“Ordene aos que são ricos no presente mundo que não sejam arrogantes, nem ponham sua esperança na incerteza da riqueza, mas em Deus, que de tudo nos provê ricamente, para a nossa satisfação. Ordene-lhes que pratiquem o bem, sejam ricos em boas obras, generosos e prontos para repartir. Dessa forma, eles acumularão um tesouro para si mesmos, um firme fundamento para a era que há de vir, e assim alcançarão a verdadeira vida”. 1 Timóteo 6:17-19

E embora, você possa dizer: Ah, mas essa orientação foi para os ricos no presente mundo, eu não sou rico; mas pense: você considera sua consciência mais madura do que grande parte da população que existe em estado de ignorância? Você considera sua condição social mais abastada do que milhares de pessoas que não tem o que comer, o que vestir ou com o que se alegrar? Você tem capacidades naturais e adquiridas que podem ser úteis em muitos contextos e realidades? Pois, então podemos concluir que você é rico em muitos aspectos e que poderia também incluir a generosidade como sua riqueza pessoal?!

Faça da generosidade um estilo de vida. Mesmo em viagem, observe os caídos na beira do caminho para os ajudar. Mesmo atarefado, não seja insensível àqueles que choram, que lutam, que se agonizam ante realidades caóticas, seja empáticos, algo pode ser feito, alguma iniciativa você pode tomar, ainda que o que tenha a oferecer seja aparentemente insuficiente, ofereça, seja grato pelo que tem, e entregue nas mãos de Jesus como fez o menino que doou o seu lanchinho de 5 pães e 2 peixinhos.

IMG_20180224_075841914

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: