Como professor de informática, tenho percebido que “facilitar” é a palavra da vez quando o assunto é “o objetivo dos avanços tecnológicos”. Mas, a questão é: será que facilitar os processos é necessariamente uma coisa boa? Será que encurtando sempre todos os caminhos possíveis vai nos ajudar a sermos humanos com bagagem emocional e maturidade estrutural para lidarmos com as inevitáveis circunstâncias da vida que requerem de nós paciência, atenção e memória?

É sobre isso a reflexão de hoje, espero que seja útil:

IMG_20180224_075841914

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz

2 comentários

  1. É vdd mano, daí surge uma pergunta, até que ponto as tecnologias são salutares para uma mente humana, posto que tudo esta apenas ao toque do dedo e bem diante dos olhos?!
    E com isso não se faz necessário que se estimule o uso do cérebro, das emoções, das relações, e até mesmo do desenvolvimento pessoal, acabamos fazendo exatamente com o pensamento que vc se refere, ‘eles não precisam passar pelo que passamos’, ou , ‘eles não precisam sofrer o que sofri!’
    Que Deus tenha misericórdia de nós!!!!!!!!!👐

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: