Misero sentimento
Por me perceber descontente
Faço-me de vítima
Empunho a espada
Faço cortes em mim mesmo
Para atrair os olhares
Para receber a dó e a atenção dos outros

Na presença de outros
Mostro minhas virtudes
Mas, nunca me esqueço
De dramatizar minha própria vida
Só para que a pena se estabeleça
Pra que os olhares sejam compassivos
Pra não perder a chance de ganhar alguns abraços

É como se beneficiar por estar no leito
É como ganhar secundariamente algo com a dor
É como exagerar a própria situação
Pra por um momento sentir-se amado e importante
Maldita carência
Maldito vício de se fazer de coitado
Quem plantou essa buraco em mim?
Pior que cair num buraco é fazer dele sua morada.

rodrigo campos biblioteca
Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
rodrigoaccampos@hotmail.com

Escrito por Rodrigo Campos

Um caminhante que está disposto a aprender com os erros e acertos, refletindo quais são as verdadeiras importâncias da vida e sua essência!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: