Nosso destino é o fim dessa era
Corpo envelhecendo
Forças se esgotando
Tudo revela o prognóstico
Esse ciclo está findando
Estamos indo passo a passo rumo a outra dimensão

Significados daqui se perderão
Vaidades se esvairão
Mentiras contadas aqui não permanecerão
A verdade será o sol
O amor, a terra sobre o qual todos pisarão
O dia da prestação de contas está chegando

Basta olhar ao redor e pensar
Quantos já não estão em nosso meio?
Quantos já atravessaram o portal da morte?
Acha que será diferente com a gente?
Podemos ignorar, tentar perpetuar nossa juventude
Mas, inevitavelmente aquele tempo chegará, sim chegará!

O que tenho pra viver?
Quanto tempo acho que ainda terei sobre esse chão?
A única certeza que podemos ter
É que esse exato momento está a nossa disposição
O daqui a pouco, não podemos prever
Por isso a sabedoria está em verdadeiramente viver.

Há quem viva em estado de morte
E há quem morra mas permanecendo vivo em muitos corações
O fato é que vivendo ou morrendo precisamos entender
Que não há tempo para mágoas, não há tempo a perder
Que o sol não se ponha sobre a nossa ira
Que não paralisemos o processo da casa espiritual que Deus está construindo em nós.

Até que um dia, em plenitude
Ele habite em nós e nós habitemos Nele
E tudo seja transformado
E o incorruptível revista toda corruptibilidade
E enfim, possamos cantar:
“O que víamos em parte, como um enigma, enfim, vemos claramente, face a face”.

rodrigo campos biblioteca
Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
rodrigoaccampos@hotmail.com

Escrito por Rodrigo Campos

Um caminhante que está disposto a aprender com os erros e acertos, refletindo quais são as verdadeiras importâncias da vida e sua essência!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: