Ir para conteúdo
Anúncios

Diferença entre religiosos e gente boa do evangelho

Diferença entre religiosos e gente boa do evangelho:

Religiosos fazem de tudo para serem vistos em suas boas obras (divulgam pela internet, contam para todo mundo, fazem questão de mostrar suas virtudes pessoais), gente boa do evangelho faz em secreto (o que a mão direita faz a esquerda não fica sabendo).

Religiosos medem a fé dos outros a partir de suas imposições religiosas (frequência a templos, pagamento de dízimos, participação em campanhas e até comportamento diante de um louvor), gente boa do evangelho não se preocupa com outra coisa senão servir, amar e ser suporte para quem precisa; não faz acepção de pessoas e abençoa indiscriminadamente.

Religiosos vêem diabo em tudo, dividem o mundo em santo e profano, sendo santo tudo o que é produzido no meio religioso e profano tudo o que é produzido fora do meio religioso, gente boa do evangelho aprendeu que toda a terra está cheia da glória e da influência do Pai Celestial, portanto, aprendeu a ouvir de tudo, reter o que é bom e descartar o que não edifica.

Religiosos acreditam que detém toda a verdade do universo, de que são os únicos que têm razão, por isso sacralizam suas liturgias, sua visão escatológica, sua hermenêutica, suas doutrinas e tudo o que discorda com eles é tido como heresia e armadilha do maligno. Gente boa do evangelho aprendeu que Jesus é a expressão exata do ser de Deus e portanto, Ele é a verdade, todo o resto pode ser discutido, pode ter vários pontos de vista, nada nem ninguém é absoluto a não ser Jesus, portanto não perdem tempo discutindo “sexo de anjos”.

Religiosos são fanáticos e portanto exibem agressividade ao lidar com os diferentes. Gente boa do evangelho é pacificado e não tem que provar nada a ninguém, tão somente crê e vive segundo a sua confiança em Deus.

Religiosos pensam que dons espirituais são os cargos que exercem dentro do espaço religioso e creem numa hierarquia de poder, onde os mais importantes geralmente são os que possuem o microfone nas mãos e influenciam multidões (os tais líderes). Gente boa do evangelho aprendeu que dom espiritual deve ser instrumento de serviço em todos os âmbitos da vida, sem exceções, e que não há mais importantes no Reino de Deus, pelo contrário, o que busca ser “maior” deve ser o servo de todos.

Religiosos pensam que a cruz foi insuficiente e portanto, precisam agradar a Deus com seus sacrifícios pessoais; gente boa do evangelho aprendeu que tudo o que devemos praticar na vida é apenas uma resposta, uma reação natural, ao amor de Deus manifestado em Cristo por nós, de tal forma, que a glória toda é Dele e não nossa.

E aí? Você é um religioso ou um gente boa do evangelho?

rodrigo campos biblioteca
Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
rodrigoaccampos@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: