Ir para conteúdo
Anúncios

Máscaras

Quando a realidade se mostra implacavelmente dura
E o amargor começa azedar as percepções
E o triste fim parece inevitável
Vestimos a máscara e fingimos que nada está acontecendo

A máscara explora a dimensão imaginativa e lúdica da vida
Quem pode impor limites ao poder da imaginação?
Alguém que assim se coloca diante da vida é capaz de qualquer coisa
Fingir, dissimular, se passar por outro, enganar, se esconder, fugir de si mesmo

Mas, é certo que certas máscaras podem até nos aliviar num dado momento
Existe uma dimensão positiva de, em certos momentos, colocar uma máscara.

Um filme pode ser a máscara que decidimos adotar pra, identificando-se com o personagem, tentar viver a vida dele por um momento (especialmente quando a nossa está difícil de ser vivida);

Uma música pode ser a máscara que nos transporta pra outros espaços e memórias, a viagens inimagináveis e até consoladoras;

Uma boa conversa pode ser a máscara que nos desmascara, pra nos trazer de volta a vida, depois de um tempo de depressão;

Todos mascaramos algumas coisas em determinados momentos, ainda que seja na melhor das intenções, na tentativa de preservar o outro de uma angústia maior.

O amor, às vezes, nos faz poupar o outro de problemas desnecessários, de dores que o outro não precisa saber nem experimentar pelo fato de serem parte de nossa cruz pessoal, algo que só nós podemos carregar.

Enfim, a máscara pode até ser um paliativo circunstancial, uma solução de momento, mas nunca aquilo que define quem somos.

Não há nada mais libertador do que ser sincero, ser verdadeiro, sem segundas intenções, sem duplicidade de vida, se desnudar. Mas é certo que isso não pode ser com qualquer pessoa e a todo instante. Pérolas preciosas da nossa intimidade jamais devem ser jogadas aos pessoas que agem como os porcos.

No evangelho, as máscaras caem, tratamos de nossas dores na oração e no compartilhamento com amigos de caminhada. No evangelho o amor não é fingido nem dissimulado. No evangelho nos fundamentamos apenas na verdade e é isso que nos alegra, ainda que ela traga consequências dolorosas a nós mesmos. No evangelho tudo está sob a luz que emana do amor e que portanto perdoa e estabelece uma nova conexão sempre que necessário. No evangelho há lugar pra descansar quando tudo parece desmoronar.

rodrigo campos biblioteca
Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
rodrigoaccampos@hotmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: