Diz, mas não cumpre
Promete, mas nada faz
Agita, mas retrocede
Discursa, mas não encarna
 
Palavras, palavras, meras palavras
 
Sem poder, nem autoridade
Sentenças vazias
Incapazes de dar frutos
Atua como num teatro
Mas, a realidade desfaz a sua máscara
 
Palavras, palavras, meras palavras
 
Soltas sem qualquer coerência essencial
Apesar de possuírem algum raciocínio
Não destilam do sabor de sua realização
É como comida sem sal
É como caloria vazia
É como sepulcro caiado
 
Palavras, palavras, vãs palavras!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: