Vi muita coisa

Enquanto faço minha própria jornada
Minha história já se entrelaçou com muitas outras histórias
Uma das coisas mais fascinante na vida é o desafio de dar as mãos e caminhar
Enfrentar perigos juntos, celebrar marcos e vitórias juntos
Acompanhado, o processo é menos doloroso,
É melhor sermos dois do que um
Vi muita coisa nessas três décadas de vida
Vi a covardia de homens que bateram em suas esposas
Vi abusos e assédios sexuais de toda sorte
Vi homens e mulheres presos pelas drogas
Vi pessoas encarceradas pelo seu intelectualismo
Vi brigas irracionais entre membros da mesma família
Vi picuinhas, meninices e bizarrices de toda sorte
Vi surtos de grandeza e posturas extremamente narcisistas
Vi auto-estimas detonadas, traumas e feridas abertas e muito sofríveis
Vi superação de limites, transposição de muralhas paralisantes
Vi a fé mover montanhas, vi a confiança em Deus vencendo o caos
Vi reconstruções de história, realinhamento de jornada
Vi filhos desprezando pais e pais fazendo pouco caso dos filhos
Vi divórcios infelizes, vi casamentos sem gente casada de fato
Vi paixões se transformarem em traições
Vi religiosidade se transformando em fanatismo
Vi muita compreensão equivocada a respeito de Deus
Vi a tecnologia a serviço do bem e do amor
Vi os avanços serem avanços ameaçadores da paz e do equilíbrio
Vi jovens inexperientes se acharem donos do mundo
Vi idosos que se acomodaram, sentaram no conforto e lá só esperaram a morte chegar
Vi crianças mandando nos pais
Vi amigos rompendo por besteiras
Vi pessoas correndo atrás do vento
Vi gente pensando a vida com percepções acuradas
Vi pessoas exercendo sua vocação com excelência e embelezando o mundo
Vi homens e mulheres em que o mundo não era digno deles
Vi mortes banais, acidentes absolutamente evitáveis
Vi surpresas extremamente agradáveis mudarem o humor de desanimados
Vi o caos como repentino levando a alegria que parecia infinita e indestrutível
Vi tanta coisa, tanto do lado de fora quanto do lado de dentro
Fiz muitas viagens interiores e vi muita coisa dentro do meu mundo subjetivo
Mas por ora, guardo no coração as palavras que ensinam:
“Me ajude a contar meus próprios dias para que, enfim, eu aprenda o caminho da sabedoria”.

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s