Pensamentos Aleatórios #33

No Reino de Deus todos são servos uns dos outros, não há hierarquia de importâncias, não há títulos enobrecedores, não há tratamentos especiais nem acepção de pessoas, muito menos a primazia de uns em detrimento de outros.

A respeito do evangelho de Jesus:

– Há os que usam o evangelho para afirmar suas ideologias políticas;
– Há os que fizeram do evangelho uma ótima fonte de lucros;
– Há os que decoraram o evangelho para se portarem como juízes dos outros;
– Há os que adotaram uma cultura gospel e uma aparência religiosa mas, nunca conheceram o evangelho;
– Há os que odeiam o evangelho (por serem avessos ao bem, ao amor e à virtude)
– Há os que acreditam e confiam nas palavras de Jesus e o seguem conforme foram chamados por Ele;
– Há os que usam o evangelho apenas para sustentarem sua estrutura religiosa e dicotomizaram a vida em “sagrado e profano”.
– Há os que usam o evangelho para se sentirem superiores em relação aos outros criando divisões de importâncias.
– Há os que criaram um deus e um outro evangelho conforme a sua conveniência.

Me perguntaram: A experiência com o evangelho é uma revelação unilateral de Deus ou uma busca do homem por conhecimento? Será que uma coisa exclui necessariamente a outra? O que aprendi com o evangelho é: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor (revelação), não endureçais o vosso coração (parte humana do processo)! Simples assim.

No dia em que eu não tiver mais tempo para ficar sozinho comigo mesmo (para pôr a cabeça no lugar), não terei mais condições de ajudar outros. Um cego nunca será capaz de guiar outro cego, jamais!

Quando somos inseguros e precipitados no juízo, uma mensagem lida e não respondida imediatamente significa: “ele não gosta de mim, ele está me ignorando, ele não se importa, etc…” A internet em geral está lotada de juízos de valor e de julgamentos precoces. Tanto indiretas quanto ofensas, posturas agressivas e tentativa de humilhar os que opinam diferentemente não contribuem em nada para o diálogo e para o bom senso.

De vez em quando é importante revisitar o passado, especialmente aquilo que nos era valioso afim de perceber como aquilo é sentido por nós nesse novo momento da vida. A vida é feita de ciclos, de despedidas, mas também de reencontros e de restauração de relações.

 

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s