Abraça e volta
Um carinho espontâneo
Satisfação de ver o pai
O tempo para, instantâneo

Dança sorrindo,
Fazendo muita graça
Olha diretamente nos meus olhos
De repente, num movimento disfarça

Doçura andante
Amor em forma de criança
Ensina-me a ser mais vívido
Bebendo de sua esperança

Às vezes se envergonha
Outras vezes já vai se exibindo
Sem olhar pra ninguém a volta
Vejo a beleza simplesmente fluindo

Sem título.png

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: