#34 – Comunidade edificada pelos irmãos unidos

Há em nossos dias comunidades que são conduzidas de forma unilateral, ou seja, uma ou duas pessoas determinam os rumos da mesma, tomam as decisões e os demais passivamente acatam e os seguem, e há também comunidades que fazem inclusão de pessoas sem reflexão, transformam a desordem e a irracionalidade numa tradição.

Já faz um tempo que tenho pensado sobre o fato de que muito do que fazemos em comunidade é determinado por 2 ou 3 pessoas, os outros ficam apenas passivamente ouvindo, aceitando e recebendo; pouco se dá oportunidade para os irmãos exercerem seus dons, é pífio o envolvimento efetivo das pessoas para a edificação da igreja. Nós chamamos todos a ofertar, mas na hora de tomar decisão, apenas uns poucos decidem. Nós chamamos todos a ouvirem a mensagem, mas poucos tem oportunidade de usarem seus dons para edificação mútua no meio da comunidade. Nós chamamos todos a estarem no mesmo lugar, mas no final das contas há pouquíssima interação e comunicação entre si de realidades espirituais que nos conduz ao crescimento na amizade, nas relações e na qualidade do envolvimento mútuo.

Creio numa comunidade que é edificada pela comunidade e não por dois ou três que acumula e detém o poder nas mãos.

Gostaria de pensar hoje na orientação de Paulo aos irmãos que se reuniam em Corinto e refletir alguns possíveis caminhos para o nosso jeito de ser comunidade nos dias de hoje:

 

Portanto, que diremos, irmãos? Quando vocês se reúnem, cada um de vocês tem um salmo, ou uma palavra de instrução, uma revelação, uma palavra em língua ou uma interpretação. Tudo seja feito para a edificação da igreja. Se, porém, alguém falar em língua, devem falar dois, no máximo três, e alguém deve interpretar. Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus. Tratando-se de profetas, falem dois ou três, e os outros julguem cuidadosamente o que foi dito. Se vier uma revelação a alguém que está sentado, cale-se o primeiro. Pois vocês todos podem profetizar, cada um por sua vez, de forma que todos sejam instruídos e encorajados. Os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas. 1 Coríntios 14:26-32

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s